Carreira

3 dicas para construir um plano de aprendizagem em inglês

Lígia Velozo Crispino, sócia-fundadora da Companhia de Idiomas, explica como estruturar um plano de aprendizagem é uma etapa fundamental no estudo do idioma

Educação: mais importante que sair estudante, uma etapa importante é refletir sobre como aprender (foto/Getty Images)

Educação: mais importante que sair estudante, uma etapa importante é refletir sobre como aprender (foto/Getty Images)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 24 de fevereiro de 2023 às 07h42.

Por Lígia Velozo Crispino, sócia-fundadora da Companhia de Idiomas

Quando foi a última vez que você se sentou com calma e foco para pensar apenas no seu desenvolvimento? É muito importante parar para refletir sobre o que e como aprender algo.

Nós aprendemos quando sentimos urgência em buscar soluções para problemas, desafios, também para nos prepararmos para conquistar nossos sonhos e objetivos. Desta forma, para alcançar o que desejamos, fica muito mais fácil quando planejamos.

Planejar é fundamental para a vida pessoal e profissional. O tempo investido no planejamento significa ganho de tempo na execução e menos barreiras e desvios de rota. Planejamento é um ritual. Por isso, deixo aqui três etapas para você estruturar seu projeto de aprendizagem.

Primeira Etapa

O que você quer aprender?
Por que você quer aprender?
O que você vai ganhar com esse aprendizado?
Como saber algo novo pode ajudar você a viver a vida que deseja?

Nosso cérebro está muito mais disposto a mobilizar sua energia em contextos e situações, nas quais há uma clara percepção de ganho. É preciso investigar o seu universo interior e o seu entorno. Depois de responder a essas perguntas, escolha o tema ou o assunto a ser estudado.

Segunda Etapa

Onde você vai buscar esse tema/ assunto?
Quais serão suas fontes de estudo?
Quais são as grandes referências?
Como você vai armazenar o conhecimento extraído dessas fontes e referências?

Primeiro, é fundamental você entender como se dá seu processo de aprendizagem e, mais do que consumir conteúdo, é preciso ter insights e colocar em prática o que for estudado.

Ao escrever, faça anotações à mão, elas acionam outras áreas do cérebro e permitem maiores níveis de retenção. Já escrevi um artigo sobre isso aqui na Exame.

Terceira Etapa

Quanto tempo será necessário para se dedicar ao projeto?
Você tem um prazo para alcançar seu objetivo?
Se tiver, como você organizará sua agenda?

Se você fizer estudo autodirigido, considere colocar o tempo de estudo na sua agenda, ou seja, como se fosse uma reunião pessoal.

Aqui é preciso dedicar tempo para revisão e reflexão do que você vai estudar. Isso pode ser feito com outras pessoas que estejam estudando o mesmo tema ou sejam especialistas nele.

Pense que cada momento de nossa vida traz um grande potencial de aprendizagem. Para isso acontecer, precisamos estar abertos e conscientes.

Sente que precisa de ajuda para incorporar hábitos, se expor, ou tem outras dificuldades de aprendizagem?

A equipe da @verbify.oficial, empresa do grupo Companhia de idiomas, está oferecendo 5 vagas em nossa mentoria gratuita sobre Aprender a Aprender, para leitoras e leitores dessa coluna (é só citar que viu as dicas na Exame.com). Fale diretamente conosco por DM ou por e-mail: atendimento@verbify.com.br

Lígia Velozo Crispino, sócia-fundadora da Companhia de Idiomas (https://www.companhiadeidiomas.com.br). Graduada em Letras e Tradução pela Unibero. Curso de Business English em Boston pela ELC e extensões na área de Marketing na ESPM, FGV e Insper. Coautora do Guia de Implantação de Programas de Idiomas em empresas e autora do livro de poemas Fora da Linha. Mobilizadora cultural à frente do Sarau Conversar, cofundadora do Instituto Velô. Mentora voluntária da Fundação NTT Data e do Programa Reciclar Colunista da Revista VocêRH. Hobbies: aquarela e fotografia. Quer falar comigo? ligia@companhiadeidiomas.com.br.

Acompanhe tudo sobre:Cursos de idiomasEducaçãoInglês

Mais de Carreira

Gratuita e para todas as formações, aula ensina como começar uma carreira em ESG; veja como assistir

Gerações Y e Z têm níveis mais altos de ansiedade, diz psicóloga

Ele descobriu o que tira o sono dos RHs e agora quer transformar chefes em líderes inspiradores

De congelamento de óvulos a transição de carreira: veja as apostas da Pepsico para manter talentos

Mais na Exame