Bússola
Um conteúdo Bússola

O que é comunicação humanizada? Veja 6 dicas para aplicá-la em sua empresa

Desenvolvimento da liderança, foco no colaborador e cultura de reconhecimento e feedbacks podem melhorar performance, evitar conflitos e a falha de projetos

Se bem aplicada, a técnica pode criar melhor cultura organizacional, dinâmica e sinergia entre as equipes.   (jacoblund/Getty Images)

Se bem aplicada, a técnica pode criar melhor cultura organizacional, dinâmica e sinergia entre as equipes.   (jacoblund/Getty Images)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 18 de abril de 2024 às 07h00.

Tudo sobreGestão de pessoas
Saiba mais

76% das empresas brasileiras afirmam que a falha de comunicação é o principal motivo para o fracasso de projetos, segundo a PMI (Project Management Institute Brasil).

Um jeito então de evitar prejuízos é adotar a  comunicação humanizada. É uma valiosa ferramenta de gestão, que pode solucionar problemas de entendimento entre os colaboradores.

O que é comunicação humanizada?

Ela é um método de comunicação baseado no entendimento de que todos os colaboradores são humanos, e tudo pode ser mais facilmente compreendido se for propriamente comunicado.

Se bem aplicada, pode criar melhor cultura organizacional, dinâmica e sinergia entre as equipes.  

Uma organização que humaniza seus processos comunicacionais e reconhece seus colaboradores garante mais proatividade, motivação, engajamento e, consequentemente, melhor desempenho”, pontua Eric Vazzoler, gerente de marketing da Progic, especializada em TV Corporativa.

Para ajudar quem procura implementar a comunicação humanizada na sua empresa, separamos 6 dicas importantes citadas pelo executivo.

1. Linguagem humanizada e inclusiva

A linguagem humanizada e inclusiva vai além da mera expressão verbal, ela abrange a escolha de palavras que promovam a empatia, a conexão e o entendimento mútuo entre os membros da equipe

Para isso, é importante utilizar termos acessíveis que respeitem a diversidade para criar um ambiente onde todos se sintam compreendidos e valorizados.

2. Desenvolvimento da Liderança

O desenvolvimento de uma liderança focada nas pessoas é uma alavanca estratégica para a promoção da comunicação humanizada e peça-chave na construção de uma cultura organizacional centrada no colaborador. 

Isso implica cultivar soft skills como empatia, escuta ativa e comunicação transparente. Líderes que incorporam uma abordagem humanizada inspiram confiança, promovem um ambiente de trabalho saudável e estão mais aptos a entender as necessidades e aspirações de suas equipes.

3. Colaborador protagonista

Dar voz aos colaboradores é fundamental. Para isso, sempre que possível, o time deve ser incluído nos processos de tomada de decisão ou até mesmo no processo de geração de conteúdo para a comunicação interna.

Ao fazer isso, é possível promover uma cultura na qual cada membro da equipe se sente valorizado e parte integrante do sucesso coletivo, gerando o famoso senso de pertencimento.

4. Comunicação não violenta

A Comunicação Não Violenta (CNV) é uma forma de comunicação desenvolvida pelo psicólogo Marshall B. Rosenberg que se baseia em estarmos conscientes das nossas necessidades e dos outros, com a finalidade de falar sem machucar e ouvir sem se ofender.

Por ser uma abordagem que visa estabelecer diálogos construtivos, integrar os princípios de CNV na comunicação interna significa priorizar a empatia, a escuta atenta e a resolução pacífica de conflitos. 

5. Reconhecimento e feedback

O reconhecimento do bom desempenho e a oferta de feedback são práticas cruciais na promoção da comunicação humanizada.

O primeiro não apenas motiva o time, mas também fortalece os laços entre líderes e colaboradores. 

O feedback construtivo, por sua vez, não é apenas uma ferramenta para melhorar o desempenho, mas uma expressão de cuidado e investimento no desenvolvimento contínuo de cada membro da equipe.

6. Bem-estar e qualidade de vida do colaborador

Priorizar o bem-estar e a qualidade de vida do colaborador é fundamental no processo de humanização do ambiente de trabalho.

Iniciativas como programas de qualidade de vida e bem-estar, horários flexíveis e apoio à saúde mental, são algumas estratégias concretas de comunicação humanizada.

 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

 

Acompanhe tudo sobre:ComunicaçãoGestão de pessoas

Mais de Bússola

SOS RS: Betano e Atlético Mineiro se unem e vendem 46 mil ingressos a R$ 10 para ajudar vítimas

Maria Rita: a igualdade de gênero cresce lentamente e isso incomoda 

O que são data centers e qual é a sua importância em tempos de crise?

José Antônio de Figueiredo: 5 anos de conteúdo local e uma verdadeira orquestra brasileira 

Mais na Exame