Acompanhe:

A escassez de mão de obra nos Estados Unidos ainda é uma batalha para governos estaduais e locais. Quase três anos após o início da pandemia, o país possui cerca de 3,5 milhões de trabalhadores “desaparecidos”, de acordo com o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell. Ou seja, há mais vagas que candidatos a emprego. A redução afetou alguns setores mais do que outros. De acordo com a Câmara de Comércio dos EUA, os principais setores a serem observados são: Transporte, Alojamento e alimentação, Assistência médica e Comércio de varejo. Já entre as áreas profissionais de maior destaque no solo americano atualmente estão: médicos, enfermeiros, engenheiros, dentistas, profissionais da área de TI e, principalmente, empreendedores geradores de empregos.

Número crescente de aposentados, pais e responsáveis deixando o trabalho para cuidar dos filhos, e processos de automação de serviços que antes necessitavam de mão de obra estão entre os principais motivos para essa lacuna. O Federal Reserve descobriu que as aposentadorias nos últimos dois anos representam “quase todo o déficit” na força de trabalho.

Uma possível solução para esse problema seria a atração de mão de obra qualificada de imigrantes. O Brasil, por sinal, está em terceiro lugar no ranking de países que mais emigram para os Estados Unidos, de acordo com dados oficiais do Departamento de Estado americano, de janeiro a dezembro de 2022. Foram 815.842 emissões de 80 tipos diferentes de permissões, alta de 618,8% em relação ao registrado no ano anterior (113.505). O país ficou atrás apenas do México (1,9 milhão) e da China (1 milhão), e bem à frente da Argentina, quarta colocada, com 259 mil vistos recebidos.

Roberto Spighel, diretor da Morar EUA, agência especializada em imigração, destaca que os vistos mais autorizados a brasileiros em 2022 são aqueles que concedem ao portador o Green Card — documento que garante o direito de viver, trabalhar e viajar livremente nos EUA. O mais procurado no momento — o EB2-NIW —, requer um profissional com carreira solida e comprovada e exige qualificações específicas do cliente. O EB2-NIW teve 1.499 emissões, uma alta de 284% sobre as 390 autorizações de 2021.

“Hoje, com tecnologia e informação, as pessoas buscam a revalidação ou a recolocação no mercado antes mesmo da mudança. O nosso cliente se prepara e é auxiliado em todo o processo de escolhas. Por isso o perfil do imigrante mudou, e profissionais mais qualificados ficaram em evidência”, diz Spighel.

Na pandemia, um dos clientes da Morar EUA foi o administrador de empresas Daniel Longo, que decidiu morar nos Estados Unidos com a esposa e com os filhos. Para isso acontecer, houve planejamento financeiro, além da questão do visto e procura por escolas para as crianças. Empresários que migram os negócios para os Estados Unidos estão em busca de melhores condições tributárias, segurança trabalhista e terreno fértil e estável para expansão de suas carreiras e negócios. “A meu ver, o Brasil vai entrar em um momento muito complicado daqui para a frente, então acabei tomando essa decisão junto à minha família de procurar as pessoas certas para fazer esse caminho da gente ir morar fora do Brasil”, afirma.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedIn | Twitter | Facebook | YouTube

Veja também:

Em dois anos, busca por cigarro eletrônico cresceu mais de 1.150% no Brasil 

Mercado plant-based cresce aposta na mudança de hábitos dos consumidores 

Agência da ONU e escritório do Québec vão formar refugiadas em tecnologia 

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
EUA pede que China use sua influência para dissuadir Irã de atacar Israel
Mundo

EUA pede que China use sua influência para dissuadir Irã de atacar Israel

Há 6 horas

México pede suspensão do Equador na ONU em denúncia apresentada em Haia
Mundo

México pede suspensão do Equador na ONU em denúncia apresentada em Haia

Há 7 horas

Lufthansa interrompe voos para Teerã após EUA alertar sobre ataque iminente a Israel pelo Irã
Mundo

Lufthansa interrompe voos para Teerã após EUA alertar sobre ataque iminente a Israel pelo Irã

Há 8 horas

Famílias americanas ricas planejam 'plano B' e buscam dupla cidadania
Mundo

Famílias americanas ricas planejam 'plano B' e buscam dupla cidadania

Há 9 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais