Brasil

Vídeo mostra explosão urbana de SP em 30 segundos

Vídeo de pesquisadores de Nova York mostra que população explodiu nas áreas periféricas de SP a partir de 1950. Região enfrenta desafio de receber 190 mil moradores por ano


	Prédios na Bela Vista, em São Paulo: região metropolitana ganha 190 mil novos moradores por ano
 (Marco Prates / EXAME.com)

Prédios na Bela Vista, em São Paulo: região metropolitana ganha 190 mil novos moradores por ano (Marco Prates / EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de maio de 2014 às 07h00.

São Paulo - A cidade de São Paulo ganha, em média, 85 mil novos habitantes por ano. Contada a Região Metropolitana, o número sobe para 190 mil novos moradores a cada ano. Isso significa que, em uma década, serão mais 1,9 milhão de pessoas morando, estudando e trabalhando na cidade - e precisando se locomover por ela. 

Esse é o desafio das metrópóles ao redor do mundo nas próximas décadas: abrigar cada vez mais pessoas em um espaço limitado.

O curto vídeo abaixo mostra como se deu a expansão da cidade entre 1880 e 2000, quando a população saltou de 65 mil habitantes, de acordo com o Censo 1890, para 10,4 milhões, no Censo 2000.

O video faz parte de um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Nova York que mostra o crescimento de 30 cidades ao redor do mundo nos últimos dois séculos.

//www.youtube.com/embed/2WGPvWPpey8?rel=0

Nota-se que é só a partir dos anos 1950 é que a periferia ganha grandes proporções na cidade.

Esse movimento coincide com a época em que a população brasileira, de uma forma geral, migrava do campo para as cidades.- e São Paulo era um dos principais destinos.

O resultado é uma cidade com graves problemas de moradia e de mobilidade urbana

"O maior desafio que se coloca hoje para São Paulo, é o de proporcionar equipamentos urbanos básicos, como transporte e saneamento para essas pessoas que foram morar nas periferias e não têm essa assistência", diz Luiz Guilherme Rivera de Castro, professor de Urbanismo na FAU-Mackenzie.

Apesar dos problemas e dos números superlativos, a cidade já passa por um processo de desaceleração do crescimento populacional, que aumenta 0,7% ao ano.

Mas, com uma população de 11,8 milhões de habitantes, ainda são 85 mil novos moradores anualmente. 

Uma Curitiba por ano

A situação é parecida em todas as grandes cidades brasileiras. Atualmente, cerca de 85% da população brasileira vive em áreas urbanas. Para 2020, a previsão é de que esse índice chegue a 90%. 

Segundo o professor Castro, todos os anos, as cidades brasileiras recebem o equivalente à população inteira de Curitiba de novos moradores.

"Onde essas pessoas vão morar, trabalhar e estudar? Nesse ritmo de crescimento, serão necessários grandes investimentos em infraestrutura urbana para receber todas essas pessoas", ele afirma.

Acompanhe tudo sobre:Cidadescidades-brasileirasMetrópoles globaispopulacao-brasileirasao-pauloUrbanismoVídeosVídeos de Brasil

Mais de Brasil

Prefeito de Canoas diz que reconstrução de prédios públicos demanda mais de R$ 200 milhões

OPINIÃO: Nunca esqueceremos

Enchentes no RS: sobe para 155 o número de mortos; 94 pessoas seguem desaparecidas

Campanhas de Boulos e Tabata veem Datena “roubando” votos de Nunes; MDB acredita em aliança com PSDB

Mais na Exame