Brasil

Tempestade de areia escurece o céu em Campo Grande; veja vídeo

Ventos fortes e um céu em tom vermelho assustaram a população de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul; fenômeno é parecido com o que aconteceu em São Paulo

Fenômeno é parecido com imensa tempestade que assolou São Paulo. (Twitter/Divulgação)

Fenômeno é parecido com imensa tempestade que assolou São Paulo. (Twitter/Divulgação)

AB

Agência Brasil

Publicado em 15 de outubro de 2021 às 19h52.

O dia virou noite na capital de Mato Grosso do Sul. Uma forte tempestade de areia cobriu Campo Grande na tarde de hoje (15), em um cenário digno de filmes apocalípticos. A tempestade de areia, acompanhada de um forte vento, cobriu o sol e escureceu a cidade em um tom vermelho.

Segundo a empresa MetSul Meteorologia, o aeroporto da cidade registrou rajadas de vento de 94,5 quilômetros por hora (km/h). O vento forte provocou danos na cidade, com explosões de cabos de energia. De acordo com informações da MetSul, a temperatura da cidade estava em 33° antes da ventania; com o evento climático, baixou para 18º.

Um fenômeno semelhante já havia ocorrido no estado de São Paulo. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as tempestades de poeira são causadas por um período seco de estiagem prolongada, baixa cobertura vegetal, temperaturas elevadas e o solo nu na região que já se prepara para o plantio, cujo início se dá na primavera.

A primavera traz as primeiras tempestades. E como não há chuva suficiente nesse período, o fenômeno se torna comum. Quando a chuva chega, os ventos aceleram e formam uma corrente descendente ou frente de rajada. Ao encontrar uma área mais quente, seca e com muita poeira, os ventos formam a nuvem.

*Com informações da MetSul Meteorologia.

yt thumbnail
Acompanhe tudo sobre:ClimaMato Grosso do SulMeio ambienteMudanças climáticasTempestades solares

Mais de Brasil

RS: eleitor tem até quinta-feira para regularizar ou transferir título

Governo flexibiliza Lei de Licitações para casos de calamidade como o Rio Grande do Sul

Sobe para 157 número de mortos devido às fortes chuvas no RS; veja serviços parados

Fortes chuvas devem atingir Sul e Nordeste; RS deve enfrentar frio intenso

Mais na Exame