Acompanhe:

O presidente da Braskem, Roberto Bischoff, afirmou nesta segunda-feira, 4, que a petroquímica tem feito esforços consistentes para minimizar os impactos ambientais provocados pelo afundamento do solo em Maceió, capital de Alagoas. O executivo destacou que a empresa identificou a aceleração da instabilidade na região em novembro, a partir de um relatório interno. Em seguida, a empresa compartilhou informações com as autoridades.

"Percebemos a partir de um monitoramento que realizamos, considerado de primeiro mundo, uma mudança no comportamento do solo e imediatamente informamos às autoridades. O bairro já estava desocupado, quem estava na região eram apenas as equipes da Braskem e 23 famílias resistentes que não haviam deixado o local, mas foram retiradas após ordem judicial", afirmou Bischoff durante o 28º Encontro Anual da Indústria Química (Enaiq), evento tradicional do setor químico promovido pela Associação Brasileira de Indústrias Química (Abiquim).

O que acontece agora?

O executivo afirmou que decidiu falar sobre o tema durante a realização do evento em função de, segundo ele, haver uma grande quantidade de informações veiculadas nas redes sociais e que não necessariamente são precisas. "Temos bons indicativos de que o solo vem se acomodando", disse.

Bischoff disse ainda que nos últimos quatro anos foram realocadas 40 mil pessoas em 14,5 mil imóveis e mais de 97% das propostas de indenização foram aceitas e pagas por meio do Programa de Compensação Financeira (PCF).

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Famílias afetadas pedem indenização da Braskem, que devastou setor de Maceió
Brasil

Famílias afetadas pedem indenização da Braskem, que devastou setor de Maceió

Há 2 semanas

IMA conclui que morte de peixes em lagoa de Maceió não tem relação com mina da Braskem
Brasil

IMA conclui que morte de peixes em lagoa de Maceió não tem relação com mina da Braskem

Há 2 meses

“Solidez financeira da Braskem garantiu acordos para Maceió”, diz CFO
Um conteúdo Bússola

“Solidez financeira da Braskem garantiu acordos para Maceió”, diz CFO

Há 2 meses

Ações da Braskem (BRKM5) caem 4% após STF pedir informações sobre acordo com prefeitura de Maceió
seloMercados

Ações da Braskem (BRKM5) caem 4% após STF pedir informações sobre acordo com prefeitura de Maceió

Há 2 meses

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais