Acompanhe:

Tarcísio, Leite e Helder: governadores vão a Davos defender causas locais que afetam o mundo

Na esfera federal, a delegação é liderada por Fernando Haddad, ministro da Fazenda e Marina Silva, ministra do Meio Ambiente

Modo escuro

Continua após a publicidade
Davos: sede do Fórum Econômico Mundial. (WEF/Divulgação)

Davos: sede do Fórum Econômico Mundial. (WEF/Divulgação)

D
Da Redação

Publicado em 17 de janeiro de 2023 às, 06h03.

Pelo menos três governadores brasileiros cumprem agenda no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, a partir desta terça-feira, 17. O evento ocorre entre os dias 16 e 20 de janeiro, com o tema da "cooperação" como centro do debate.

Tarcísio de Freitas (Republicanos), de São Paulo, Eduardo Leite (PSDB), do Rio Grande do Sul, e Helder Barbalho (MDB), do Pará, vão ao encontro com o objetivo de chamar a atenção para problemas locais que afetam todo o mundo.

Uma das questões mais comentadas na atualidade é a proteção da Amazônia, que ocupa boa parte do Pará. Pela segunda vez no fórum mundial, o governador Helder vai participar de aproximadamente 20 encontros bilaterais em que o meio ambiente é tema central.

O estado do Norte do país, que tem Belém como candidata a sede da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 30), em 2025, ainda está em destaque em dois painéis em Davos: “Aquecimento extremo e resiliência” e “Caminhos para entregar uma bioeconomia sustentável na Amazônia”.

Tarcísio de Freitas, que participou do último encontro em pautas focadas em finanças e governança, nesta edição ele tem agenda com presidentes e CEOs de grandes corporações, e com lideranças do Banco Mundial e das Nações Unidas.

Entre os nomes da lista está Ken Seitz, CEO da Nutrien, uma das maiores indústrias de fertilizantes do mundo, José Auriemo Neto, presidente do JHSF Malls, o grupo do luxo brasileiro; Bandar Alkhorayef, ministro da Indústria da Arábia Saudita, além de mais um encontro com a diretoria do BID, desta vez representada pelo diretor de operações Axel van Trotsenburg. Para encerrar os compromissos na Suíça, Tarcísio se encontrará com Al Gore na quinta-feira, dia 19.

O gaúcho Eduardo Leite também terá encontros bilaterais com empresas internacionais, além de participar e acompanhar os painéis e palestras. Segundo o governador, o objetivo é mostrar que o Rio Grande do Sul é uma "ótima oportunidade de negócios para empresas de todo o mundo". 

Na esfera federal, a delegação é liderada por Fernando Haddad, ministro da Fazenda e Marina Silva, ministra do Meio Ambiente. Está é a primeira viagem internacional da dupla à frente dos cargos. Segundo despacho publicado em edição extra do Diário Oficial da União de quarta-feira, 11, a viagem do chefe da Fazenda é para o período de 15 a 19 de janeiro e da ministra do Meio Ambiente para 14 a 20 de janeiro.

LEIA TAMBÉM

Últimas Notícias

Ver mais
Projeto prevê cadastro de clientes que não desejam receber ligação de bancos
Brasil

Projeto prevê cadastro de clientes que não desejam receber ligação de bancos

Há 3 horas

Lula deve ter ao menos 2 reuniões bilaterais em viagem à Guiana, diz Itamaraty
Brasil

Lula deve ter ao menos 2 reuniões bilaterais em viagem à Guiana, diz Itamaraty

Há 17 horas

Aneel mantém bandeira tarifária verde em março, sem adicional nas contas de luz
Brasil

Aneel mantém bandeira tarifária verde em março, sem adicional nas contas de luz

Há 18 horas

BNDES aprova R$ 88,5 milhões para expansão da internet de banda larga na PB e no RN
Brasil

BNDES aprova R$ 88,5 milhões para expansão da internet de banda larga na PB e no RN

Há 18 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais