Acompanhe:

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber, criticou nesta segunda-feira, 7, a falta de representatividade de mulheres nos espaços de poder.

A declaração da ministra ocorre em meio a pressões para que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) escolha uma mulher para ocupar a vaga que será aberta com a sua aposentadoria, no final de setembro.

Fique por dentro das últimas notícias no Telegram da Exame. Inscreva-se gratuitamente

"O déficit de representatividade feminina nos espaços de poder significa um déficit para a própria democracia brasileira", afirmou a ministra.

A declaração de Rosa ocorreu em Fortaleza, onde participa da Jornada Maria da Penha, evento promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com o Tribunal de Justiça do estado do Ceará (TJCE).

Em junho, durante encontro com o presidente da Finlândia, a presidente do STF criticou a falta de mulheres na Corte.

"Aqui no Brasil nós temos muitas mulheres na base da magistratura, na Justiça em primeiro grau, mas o número decresce no intermediário. Na cúpula, nos tribunais superiores, o número é ínfimo", afirmou a ministra.

Em resposta à afirmação de Rosa, Sauli Niinistö, que realiza visita oficial ao Brasil, disse que na Finlândia, dos 18 ministros da Corte Suprema, seis são mulheres.

Como mostrou o "O Globo", Lula passou a mostrar-se menos resistente à ideia de escolher uma mulher para o STF. Com isso, ele indica que deve manter ao menos duas magistradas entre os 11 integrantes do tribunal. Até agora, contudo, o petista não encontrou uma jurista que possa ser considerada favorita à corrida.

Auxiliares do presidente que defendem a escolha de uma mulher veem o tempo como um aspecto que joga a favor da causa. Até o fim de setembro, quando Rosa deixará a Corte, Lula poderia criar uma relação de maior proximidade com algumas das cotadas pelo entorno do petista. Até hoje, só três mulheres chegaram ao topo da magistratura: além de Rosa, Cármen Lúcia e Ellen Gracie.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Revisão da vida toda do INSS: julgamento de recurso no STF é marcado para 20 de março
Brasil

Revisão da vida toda do INSS: julgamento de recurso no STF é marcado para 20 de março

Há um dia

Descriminalização do porte de drogas para uso pessoal volta à pauta do STF; entenda a ação
Brasil

Descriminalização do porte de drogas para uso pessoal volta à pauta do STF; entenda a ação

Há 2 dias

STF retoma em 6 de março julgamento sobre porte de drogas para consumo pessoal
Brasil

STF retoma em 6 de março julgamento sobre porte de drogas para consumo pessoal

Há 2 dias

Alinhamento com Moraes e Gilmar e voto sobre 8/1: como foi a semana de estreia de Dino no STF
Brasil

Alinhamento com Moraes e Gilmar e voto sobre 8/1: como foi a semana de estreia de Dino no STF

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais