Brasil

Revisor do TRF-4 diz que caso trata de "criminalidade organizada"

Segundo Leandro Paulsen, o caso de Lula trata-se de criminalidade organizada envolvendo o Estado brasileiro

Leandro Paulsen: revisor iniciou a leitura de seu voto logo após a retomada do julgamento desta quarta-feira (Sylvio Sirangelo/TRF4/Divulgação)

Leandro Paulsen: revisor iniciou a leitura de seu voto logo após a retomada do julgamento desta quarta-feira (Sylvio Sirangelo/TRF4/Divulgação)

R

Reuters

Publicado em 24 de janeiro de 2018 às 15h48.

Porto Alegre - O desembargador Leandro Paulsen, revisor do processo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, afirmou, durante a leitura de seu voto, que a ação trata não de pequenos desvios de conduta e fragilidades morais, mas sim de investigação, processamento e julgamento de ilícitos penais gravíssimos contra administração pública.

Segundo Paulsen, trata-se de criminalidade organizada envolvendo o Estado brasileiro.

O revisor iniciou a leitura de seu voto logo após a retomada do julgamento desta quarta-feira depois de uma pausa de uma hora. Antes do intervalo, o relator da ação, desembargador João Pedro Gebran Neto, votou por aumentar a pena de condenação de Lula no processo do apartamento tríplex do Guarujá (SP).

Acompanhe tudo sobre:JustiçaLuiz Inácio Lula da SilvaPorto Alegre

Mais de Brasil

Sobe para 161 número de mortos devido às fortes chuvas no RS; veja serviços parados

Exército reduz de 5 para 1 o total de fuzis que PMs podem 'ter em casa'

Comissão da Câmara deve votar convite para ouvir Elon Musk

TSE retoma nesta terça-feira julgamento que pode cassar mandato de Sergio Moro

Mais na Exame