Brasil

Quarentena em SP: comércio vai ter horário ampliado a partir do sábado

Apesar da mudança no horário, a capacidade continua a mesma, de 25% para qualquer tipo de estabelecimento

 (Eduardo Frazão/Exame)

(Eduardo Frazão/Exame)

GG

Gilson Garrett Jr

Publicado em 28 de abril de 2021 às 13h28.

Última atualização em 28 de abril de 2021 às 14h12.

Todo o comércio do estado de São Paulo vai ter o horário de abertura ampliado a partir do sábado, 1° de maio. De acordo com o governo, esta etapa ainda está dentro da chamada "fase de transição" da quarentena vermelha, mais restrita, para a laranja, com menos restrições. Com esta mudança, o comércio pode abrir das 6h às 20h. Apesar da alteração no horário, a capacidade continua a mesma, de 25% para qualquer tipo de estabelecimento. Esta regra tem validade até o dia 9 de maio.

Segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo, Patricia Ellen, o toque de recolher continua, das 20h às 5h. Parques estaduais e municipais podem abrir das 6h às 18h. O teletrabalho para atividades administrativas não essenciais continua obrigatório. As regras na educação também não foram alteradas.

"Nós temos uma frente de trabalho com o Centro de Contingência para fazer uma evolução no Plano São Paulo, fortalecendo o plano de testagem e isolamento de contágio. Estamos trabalhando nesta revisão para darmos um passo além de controlarmos a pandemia e ao mesmo tempo termos uma retomada da economia de forma responsável", disse a secretária em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

(Governo de SP/Divulgação)

Na semana passada o governo de São Paulo começou a reabertura parcial de várias atividades do comércio. Primeiro foram autorizados os shoppings e comércio de rua, e, no último fim de semana, foi a vez dos restaurantes, salões de beleza e academias.

Apesar da flexibilização, o governador João Doria (PSDB) reforçou que não é uma liberação e que é importante manter o isolamento social. "Isso não significa que estamos liberando. É importante que as pessoas entendam que se puderem ficar em casa, fiquem em casa e preservem sua vida. E se tiver de sair por necessidade absoluta, use máscara", disse o Doria.

A taxa de ocupação de leitos de UTI em todo estado está em 80% e em 78% na Grande São Paulo. Os valores são inferiores ao registrado há um mês, quando estava acima de 90%. Na terça-feira, 27, foram contabilizadas 1.044 mortes pela covid-19 em 24h em todo o estado, mas o número ficou abaixo do pico registrado no começo do mês, quando ficou em 1.389 vítimas no período de um dia.

Regras da quarentena em SP válidas de 1º a 9 de maio

  • Comércio, shoppings, restaurantes, salões e academias: permitida a abertura das 6h às 20h, com capacidade de 25%
  • Bares só podem funcionar na modalidade restaurante, seguindo as mesmas regras
  • Teletrabalho de serviços administrativos é obrigatório
  • Parques podem abrir das 6h às 18h
  • Atividades culturais (museus, galerias e similares): das 6h às 20h, com capacidade de 25%
  • Toque de recolher das 20h às 5h
  • Igrejas e templos podem abrir, com capacidade de 25%
  • Escolas podem abrir, com capacidade de 35%

Quais são os maiores desafios da ciência em 2021? Entenda assinando a EXAME.

Acompanhe tudo sobre:CoronavírusEstado de São PauloJoão Doria JúniorPandemia

Mais de Brasil

Mauro Cid chega à PF e presta novo depoimento sobre caso do desvio de joias do acervo presidencial

Funai defende continuidade de ações na Terra Yanomami

Datafolha: governo Lula é aprovado por 36% e desaprovado por 31%

Caso Marielle: por unanimidade, STF aceita denúncia contra acusados de mandar matar vereadora

Mais na Exame