Acompanhe:

Presidente da Funai manda apurar compra de 19 toneladas de bisteca para indígenas na Amazônia

Em reportagem publicada neste domingo, 14, o Estadão revelou que a carne deveria abastecer indígenas e servidores do órgão na região com o maior número de povos isolados do País

Modo escuro

Continua após a publicidade
Funai: A presidente da Funai acionou a área técnica do órgão para apurar o que aconteceu com a bisteca (Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)

Funai: A presidente da Funai acionou a área técnica do órgão para apurar o que aconteceu com a bisteca (Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)

A presidente da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), Joenia Wapichana, mandou apurar a compra de 19 toneladas de bisteca que não forem entregues para indígenas do Vale do Javari (AM). Em reportagem publicada neste domingo, 14, o Estadão revelou que a carne deveria abastecer indígenas e servidores do órgão na região com o maior número de povos isolados do País. O produto, entretanto, não chegou a ser incluído nas cestas básicas distribuídas às famílias.

O sumiço da carne virou um dos assuntos comentados nas redes sociais. A pergunta "Cadê a bisteca?" viralizou entre os internautas e representantes de entidades do setor.

Os contratos de compra foram assinados no governo de Jair Bolsonaro. Os gastos bancaram a aquisição de carne congelada, apesar de os indígenas não possuírem geladeira ou outra forma de armazenar o alimento.

A presidente da Funai acionou a área técnica do órgão para apurar o que aconteceu com a bisteca. "Eu vou apurar as informações, pois se trata de atos da gestão anterior e para tanto preciso que se apure junto aos departamentos competentes internos na Funai", afirmou Joenia ao Estadão após a publicação da reportagem. A Funai ainda não deu explicações oficiais.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Apoiadores de Bolsonaro fazem ato com pedido de impeachment de Lula e bandeira de Israel
Brasil

Apoiadores de Bolsonaro fazem ato com pedido de impeachment de Lula e bandeira de Israel

Há uma semana

Justiça Federal libera R$ 27 bi para precatórios do INSS; saiba quem tem direito
Economia

Justiça Federal libera R$ 27 bi para precatórios do INSS; saiba quem tem direito

Há 3 meses

Abin é investigada por monitorar Jean Wyllys, funcionário do TSE e caminhoneiros
Brasil

Abin é investigada por monitorar Jean Wyllys, funcionário do TSE e caminhoneiros

Há 5 meses

Como funciona o sistema de espionagem usado pela Abin que monitorou celulares no governo Bolsonaro
Brasil

Como funciona o sistema de espionagem usado pela Abin que monitorou celulares no governo Bolsonaro

Há 5 meses

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais