Acompanhe:

Petróleo em praias do Nordeste "provavelmente" é da Venezuela, diz Salles

Ministro se baseia em investigações da Marinha e da Petrobras, que analisam amostras e ainda não deram informações oficiais

Modo escuro

Continua após a publicidade
Ricardo Salles: ministro do meio ambiente falou sobre vazamento de óleo em praias do Nordeste (Amanda Perobelli/Reuters)

Ricardo Salles: ministro do meio ambiente falou sobre vazamento de óleo em praias do Nordeste (Amanda Perobelli/Reuters)

D
Da Redação, com agências de notícias

Publicado em 9 de outubro de 2019 às, 14h36.

Brasília — O petróleo que tem atingido dezenas de praias no Nordeste muito provavelmente é de origem venezuelana e deve ter vindo do derramamento "acidental ou não" de um navio perto da costa brasileira, disse nesta quarta-feira (9) o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

"Esse petróleo que está vindo muito provavelmente é da Venezuela, como disse o estudo do Petrobras. É um petróleo que vem de um navio estrangeiro, ao que tudo indica, navegando perto da costa brasileira, com derramamento acidental ou não", disse Salles em audiência na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados.

O ministro admitiu que há "enorme dificuldade de conter" as manchas de óleo, mas ressaltou que não se trata de uma "inação dos órgãos públicos".

O Ministério da Informação da Venezuela e a petroleira estatal PDVSA não responderam de imediato a um pedido por comentários.

Autoridades brasileiras investigam há mais de um mês a misteriosa origem do petróleo que se espalhou por centenas de quilômetros de praias em nove Estados do Nordeste.

A Petrobras, que participa dos trabalhos de limpeza das praias, informou na véspera que já recolheu 133 toneladas de resíduo oleoso.

As declarações de Salles nesta quarta-feira vieram em meio a argumentos do ministro para que o Brasil institua melhores mecanismos de controle de derramamentos de petróleo.

O ministro também defendeu os esforços realizados por autoridades ambientais, militares e outros órgãos para limpeza e investigação do caso.

Investigações

Investigações sigilosas da Marinha e da Petrobras encontraram petróleo com a mesma “assinatura” do óleo da Venezuela em manchas que se espalharam até agora por pelo menos 138 pontos do litoral dos 9 Estados do Nordeste.

A conclusão já foi informada ao Ibama, órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente. Mas não é possível dizer que todo o vazamento que atinge praias tem a mesma origem. A Marinha e a Polícia Federal analisam amostras e não deram informações oficiais.

(Com Reuters e Estadão Conteúdo)

Últimas Notícias

Ver mais
Lula: Vou encontrar Maduro na Celac, mas não pretendo discutir Essequibo
Brasil

Lula: Vou encontrar Maduro na Celac, mas não pretendo discutir Essequibo

Há um dia

Estoques de petróleo nos EUA crescem 4,199 milhões de barris na semana, afirma DoE
seloMercados

Estoques de petróleo nos EUA crescem 4,199 milhões de barris na semana, afirma DoE

Há 2 dias

Lula deve abordar crise entre Guiana e Venezuela na viagem ao Caribe
Brasil

Lula deve abordar crise entre Guiana e Venezuela na viagem ao Caribe

Há 4 dias

Lula se volta à América Latina e terá encontro com Maduro
Mundo

Lula se volta à América Latina e terá encontro com Maduro

Há 5 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais