Brasil

Ministros da Educação e Saúde vão ao Senado para falar sobre ensino médio e dengue

Ministros devem ser questionados sobre agenda das pastas. Semana terá mais ministros de Lula no Congresso

André Martins
André Martins

Repórter de Brasil e Economia

Publicado em 16 de abril de 2024 às 10h36.

Última atualização em 16 de abril de 2024 às 10h37.

O ministro da Educação, Camilo Santana, e a ministra da Saúde, Nísia Trindade, vão ao Senado nesta terça-feira, 16, para falar sobre a agenda de propostas dos ministérios, além responder sobre eventuais críticas.

Santana participa de audiência pública na Comissão de Educação da Casa e deverá falar sobre o projeto do novo Ensino Médio. A proposta foi aprovada na Câmara dos Deputados em março e deve começar a tramitar em breve no Senado. A expectativa da relatora, professora Dorinha, é aprovar o PL rapidamente.

Os senadores também devem questionar o chefe da pasta sobre os atrasos na divulgação de resultados do Sisu e Prouni. No início desse ano, a divulgação do MEC apresentou falhas e mostrou aos estudantes resultados errados.

O convite a Santana atende ao requerimento do senador Alessandro Vieira (MDB-SE). Ele sugere ainda, que a reunião com o ministro sirva para discussão sobre as políticas, estratégias e resultados do MEC, incluindo questões operacionais do Sisu, do ProUni e do Fies.

Ministra da Saúde deve ser questionada sobre casos de dengue

Nísia Trindade, por sua vez, participa de sessão na Comissão de Saúde do Senado. A ministra deve falar sobre as ações do governo no combate à dengue.

O Brasil atingiu em 2024 o maior número de mortes pela doença da história. Apesar do monitoramento da pasta mostrar um arrefecimento dos casos na maior parte do país, o andamento da vacinação de crianças contra a doença deve ser abordado.

É esperando ainda que os senadores questionem a ministra sobre desnutrição e óbitos entre os ianomâmis, além de metas, planejamentos e diretrizes governamentais da pasta.

A chefe da pasta é alvo de partidos do Centrão, que tem pressionado o Planalto para ampliar seu espaço no primeiro escalão e tem mirado o posto de Nísia. O presidente Luiz Inácio Lula (PT) garantiu em mais de uma oportunidade que a ministra vai continuar na pasta, apesar das pressões.

Ministros de Lula no Congresso

Além de Santana e Trindade, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, participará de audiência na Câmara dos Deputados para falar sobre a fuga e recaptura dos presos de Mossoró, além de debater assuntos relacionados à segurança pública.

Na quarta-feira, os ministros da Defesa, José Múcio, da Ciência e Tecnologia, Luciana Santos, e da Pesca e Agricultura, André de Paula, também terão audiências em comissões na Câmara dos Deputados.

Acompanhe tudo sobre:MEC – Ministério da EducaçãoMinistério da Saúde

Mais de Brasil

Moraes diz que não há nenhuma previsão de adiamento das eleições no Rio Grande do Sul

Motoristas de aplicativo estão trabalhando mais horas e ganhando menos, conclui estudo do Ipea

Senado aprova Programa Nacional de Vacinação em Escolas Públicas

Ministério da Saúde anuncia que repassará mais R$ 202,2 milhões ao RS

Mais na Exame