Acompanhe:

Marina Silva apresenta prioridades do ministério à comissão de meio ambiente do Senado

A audiência pública será realizada por iniciativa do senador Marcio Bittar (União-AC) e da senadora Leila Barros (PDT-DF), que preside a comissão

Modo escuro

Continua após a publicidade
Marina Silva: Ministra irá apresentar planos da pasta para os senadores (Thiago Souza/MMA/Flickr)

Marina Silva: Ministra irá apresentar planos da pasta para os senadores (Thiago Souza/MMA/Flickr)

A Comissão de Meio Ambiente (CMA) do Senado realiza na quarta-feira, 14, às 10h, audiência pública interativa com a ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, que irá falar sobre os planos, projetos e prioridades da pasta no atual governo.

A audiência pública será realizada por iniciativa do senador Marcio Bittar (União-AC) e da senadora Leila Barros (PDT-DF), que preside a comissão.

Em seu requerimento, a senadora Leila afirma que o Brasil optou por mudanças, nas últimas eleições presidenciais, “e que, certamente, um dos temas que chama maior atenção e cria grande expectativa, dentro e fora do país, é como será a nova governança sobre o meio ambiente”.

“É notório que o país, tido como referência mundial nos temas ambientais e climáticos, perdeu esta condição nos últimos 4 anos. Ao contrário, neste período o Brasil passou a ser muito criticado nos principais fóruns mundiais relacionados ao tema. Ao iniciarmos a nova legislatura, considero fundamental convidar a ministra para comparecer a esta comissão com o objetivo de nos apresentar seus planos, projetos e prioridades para as questões ambientais e climáticas no país”, ressalta a presidente da CMA.

O senador Bittar, por sua vez, destaca que as questões ambientais têm dominado o noticiário e os discursos do novo governo, o que justificaria a audiência pública com a ministra Marina Silva.

“Já aconteceram visitas de mandatários internacionais que vieram ao país especificamente para discutir matérias da seara ambiental, notadamente, as relacionadas às mudanças climáticas. É imperativo que o novo governo, por meio da ministra de Estado competente, esclareça qual será a política ambiental do governo, quais são os objetivos e quais medidas deverão ser adotadas”, conclui o senador em seu requerimento.

Ataques do relator do marco temporal

Marina irá ao Congresso após ter sua pasta desidratada pela MP dos Ministérios e a Câmara dos Deputados aprovar o marco temporal das terras indígenas. No Senado, o presidente da casa, o senador Rodrigo Pacheco, já sinalizou que o projeto irá passar pelas comissões temáticas antes de ser analisado pelo plenário.

No domingo, o deputado Arthur Maia (União Brasil-BA), relator do marco temporal na Câmara, afirmou em publicação nas redes sociais que a ministrar quer fazer do Ibama "uma arma inimiga do crescimento econômico".

Com informações da Agência Senado. 

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Dia dos Povos Indígenas: 1 em cada 5 brasileiros manifesta preconceito em relação aos indígenas
ESG

Dia dos Povos Indígenas: 1 em cada 5 brasileiros manifesta preconceito em relação aos indígenas

Há 11 horas

Lula diz que governo trabalha para assinar outras quatro terras indígenas
Brasil

Lula diz que governo trabalha para assinar outras quatro terras indígenas

Há 15 horas

Dia dos Povos Indígenas: por que a data é celebrada em 19 de abril?
Pop

Dia dos Povos Indígenas: por que a data é celebrada em 19 de abril?

Há 21 horas

Lula assina decretos para homologar duas terras indígenas
Brasil

Lula assina decretos para homologar duas terras indígenas

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais