Brasil

Janssen pediu à Anvisa análise sobre possibilidade de dose de reforço

Dose adicional visa manter ou até elevar nível de imunização contra covid-19

Janssen: vacina foi desenvolvida, inicialmente, para aplicação em dose única (Eduardo Frazão/Exame)

Janssen: vacina foi desenvolvida, inicialmente, para aplicação em dose única (Eduardo Frazão/Exame)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 20 de novembro de 2021 às 19h09.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou neste sábado, 20, que recebeu pedido da farmacêutica Janssen, da Johnson & Johnson, para avaliar a inclusão de dose de reforço na bula de sua vacina contra a covid-19. A vacina da Janssen tem esquema primário de dose única. A agência destaca que a dose de reforço visa a manter ou elevar a imunização obtida após a vacinação primária.

A agência informa que analisará o pedido com base nos dados e estudos desenvolvidos pela empresa e definirá as possíveis condições de uso, indicações e intervalos a partir das informações e evidências científicas disponíveis.

"Os dados são de responsabilidade da empresa e devem demonstrar o benefício da dose de reforço em relação a sua segurança e eficácia", diz a Anvisa em nota. " O pedido foi protocolado na noite de sexta-feira (19/11) e prazo de análise é de até 30 dias conforme regras adotadas dentro da autorização de uso emergencial", acrescenta.

Acompanhe tudo sobre:AnvisaCoronavírusJohnson & JohnsonPandemiavacina contra coronavírus

Mais de Brasil

Sobe para 157 número de mortos devido às fortes chuvas no RS; veja serviços parados

Fortes chuvas devem atingir Sul e Nordeste; RS deve enfrentar frio intenso

Ministro do Trabalho vincula mudanças em crédito consignado a fim do saque-aniversário

Bolsonaristas criticam Moraes por derrubar norma sobre aborto; governistas apoiam decisão

Mais na Exame