Acompanhe:

O governo de São Paulo determinou ponto facultativo nesta terça-feira, 28, em todos os serviços públicos estaduais da capital. A decisão ocorre após ameaça de greve dos trabalhadores do Metrô, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e da Sabesp.

"A medida visa reduzir os prejuízos à população, garantindo a remarcação de consultas, exames e demais serviços que estavam agendados para a data da greve", disse a gestão estadual em comunicado à imprensa. Os profissionais da educação estão excepcionalmente excluídos do ponto facultativo, já que estarão envolvidos na preparação do Provão Paulista que ocorre dia 29.

O decreto que oficializa o ponto facultativo será publicado no "Diário Oficial do Estado". Os serviços de segurança pública não serão afetados, assim como os restaurantes e postos móveis do Bom Prato, que vão continuar a oferecer normalmente as refeições previstas para terça, diz o governo.

Os sindicatos dos servidores do Metrô, CPTM e Sabesp aprovaram na última semana uma greve unificada no próxima terça-feira, 28. Os trabalhadores afirmam que a paralisação é um ato contra as privatizações e terceirizações em discussão pelo governo Tarcísio de Freitas, como da Sabesp, em tramitação na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Segundo os servidores, a greve unificada terá a participação de trabalhadores da CPTM, Sabesp, Metrô, da rede de ensino estadual e municipal, profissionais da saúde e da Fundação Casa. Professores da rede municipal e estadual prometem participar das manifestações, mas não confirmaram se vão paralisar amanhã.

Pressão contra privatizações

Desde junho, os metroviários e ferroviários realizam publicações para pressionar a gestão Tarcísio a rever o plano de concessões de linhas do Metrô. Em janeiro, logo após a posse, Tarcísio afirmou que tinha planos para privatização das linhas do Metrô. Os estudos de viabilidade da concessão das linhas 1, 2 e 3 para a iniciativa privada devem ser anunciados nos próximos meses. Em abril, o governador autorizou estudos de concessão das linhas 10-Turquesa, 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade, da CPTM, além da futura linha 14-Ônix. A administração estadual já assinou um contrato com a IFC (Corporação Financeira Internacional) do Banco Mundial para fazer a modelagem das concessões.

O Sindicato dos Trabalhadores da USP também aprovou uma paralisação das atividades para hoje em apoio à greve do Metrô, da CPTM  e da Sabesp.

Quais linhas do Metrô e da CPTM vão ser afetadas pela greve?

As linhas 1-azul, 2-verde, 3-vermelha e 15-prata funcionam nesta terça. Na CPTM, as linhas 7-rubi, 10-turquesa, 11-coral, 12-safira e 13-jade estão funcionando parcialmente ou estão fechadas. Uma liminar da Justiça do trabalho determinou que os funcionários trabalhem em horário de pico.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Câmara aprova projeto que exige certidão criminal negativa para quem trabalha com crianças
Brasil

Câmara aprova projeto que exige certidão criminal negativa para quem trabalha com crianças

Há 9 horas

Moraes nega pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depoimento
Brasil

Moraes nega pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depoimento

Há 9 horas

Senado Federal aprova texto-base de PL que proíbe 'saidinha' de presos em feriados
Brasil

Senado Federal aprova texto-base de PL que proíbe 'saidinha' de presos em feriados

Há 9 horas

Ministro Mauro Vieira diz que declarações da Chancelaria de Israel são 'mentirosas' e 'inaceitáveis'
Brasil

Ministro Mauro Vieira diz que declarações da Chancelaria de Israel são 'mentirosas' e 'inaceitáveis'

Há 9 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais