Acompanhe:

Governo deve se empenhar para ampliar porte de arma, diz Onyx

O plenário da Câmara retirou do projeto sobre o tema qualquer possibilidade de estender porte e posse a outras categorias, como queria o governo

Modo escuro

Continua após a publicidade
Onyx Lorenzoni: o Executivo deve enviar um novo texto à Câmara dos Deputados (Adriano Machado/Reuters)

Onyx Lorenzoni: o Executivo deve enviar um novo texto à Câmara dos Deputados (Adriano Machado/Reuters)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 6 de novembro de 2019 às, 18h44.

Brasília — Um dia depois de sofrer uma derrota no plenário da Câmara, com a desidratação do projeto sobre armas, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse que o governo deve se empenhar para conseguir ampliar o porte para algumas categorias, como previa o inicialmente o projeto enviado pelo governo. "É evidente que nós vamos nos empenhar", afirmou.

Ontem, depois de uma série de tentativas de se aprovar a matéria em plenário, parlamentares fecharam um acordo para votar apenas partes do projeto que tratam de regras para Colecionadores, Atiradores e Caçadores (CACs), além de mudar penas de crimes com armas e outros temas.

Foi retirada do texto qualquer possibilidade de estender porte e posse a outras categorias, como queria o governo. Agora, o Executivo deve enviar um novo texto à Câmara.

"Vou conversar sobre isso", disse Onyx sobre o novo projeto. "Eu sempre defendi, por exemplo, que vigilantes e seguranças tenham. O Estado reconhece que eles têm capacidade de porte no trabalho e não têm seu porte estendido para sua arma particular, isso é um absurdo", afirmou.

Últimas Notícias

Ver mais
Nos EUA, Biden avalia mais de US$ 1 bi em novos acordos de vendas de armas a Israel
Mundo

Nos EUA, Biden avalia mais de US$ 1 bi em novos acordos de vendas de armas a Israel

Há 20 horas

UE vai impor sanções à indústria iraniana de drones e mísseis
Mundo

UE vai impor sanções à indústria iraniana de drones e mísseis

Há um dia

Governo contesta no STF leis que facilitam porte de arma no Rio Grande do Sul e no Paraná
Brasil

Governo contesta no STF leis que facilitam porte de arma no Rio Grande do Sul e no Paraná

Há uma semana

STF decide que Estado é responsável por mortes causadas por balas perdidas em operações policiais
Brasil

STF decide que Estado é responsável por mortes causadas por balas perdidas em operações policiais

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais