Acompanhe:

Gilmar Mendes suspende ações trabalhistas que pedem correção monetária

Liminar atendeu a uma ação proposta pela Confederação Nacional do Sistema Financeiro, que questiona normas sobre atualização dos débitos

Modo escuro

Continua após a publicidade
STF Gilmar Mendes (Adriano Machado/Reuters)

STF Gilmar Mendes (Adriano Machado/Reuters)

R
Reuters

Publicado em 29 de junho de 2020 às, 15h27.

Última atualização em 29 de junho de 2020 às, 17h39.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu suspender a tramitação das ações em curso na Justiça do Trabalho de todo o país sobre qual fator de correção deverá ser usado no pagamento de débitos trabalhistas em condenações judiciais.

A liminar atendeu a uma ação proposta pela Confederação Nacional do Sistema Financeiro (Consif), que questiona normas sobre atualização dos débitos.

A questão de fundo é sobre o uso da Taxa Referencial (TR), como tem sido adotado comumente conforme as normas contestadas pela Consif, ou do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E) nessas correções.

Em sua liminar, Gilmar Mendes citou o contexto das crises sanitária, econômica e social relacionadas à pandemia do novo coronavírus e o início de um julgamento do Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre o assunto para suspender a tramitação das ações.

"As consequências da pandemia se assemelham a um quadro de guerra e devem ser enfrentadas com desprendimento, altivez e coragem, sob pena de desaguarmos em quadro de convulsão social", disse.

"Diante da magnitude da crise, a escolha do índice de correção de débitos trabalhistas ganha ainda mais importância. Assim, para a garantia do princípio da segurança jurídica, entendo necessário o deferimento da medida pleiteada, de modo a suspender todos os processos que envolvam a aplicação dos dispositivos legais objeto das ações declaratórias de constitucionalidade nº 58 e 59", completou.

Últimas Notícias

Ver mais
Quem precisa fazer prova de vida em 2024? Entenda como vai funcionar procedimento automático do INSS
seloMinhas Finanças

Quem precisa fazer prova de vida em 2024? Entenda como vai funcionar procedimento automático do INSS

Há 12 horas

Mortes por dengue mais do que triplicam no Peru
Mundo

Mortes por dengue mais do que triplicam no Peru

Há 13 horas

STF forma maioria para ampliar foro privilegiado para deputados federais e senadores
Brasil

STF forma maioria para ampliar foro privilegiado para deputados federais e senadores

Há 14 horas

STF proíbe abordagem policial com base em raça, sexo, orientação sexual ou aparência física
Brasil

STF proíbe abordagem policial com base em raça, sexo, orientação sexual ou aparência física

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais