Acompanhe:

Flávio Rocha e Alvaro Dias foram presidenciáveis que mais viajaram

Flávio Rocha (PRB) e Alvaro Dias (Podemos), juntos, fizeram 79 viagens desde 7 de abril.

Modo escuro

Continua após a publicidade
Flávio Rocha, empresário  (Rodrigo Capote/Bloomberg)

Flávio Rocha, empresário (Rodrigo Capote/Bloomberg)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 27 de maio de 2018 às, 11h42.

A análise das agendas oficiais dos pré-candidatos feita pelo Estado mostra que Flávio Rocha (PRB) e Alvaro Dias (Podemos), juntos, fizeram 79 viagens desde 7 de abril. São os presidenciáveis que mais se deslocaram os entre os 11 pesquisados.

Empresário do ramo varejista - é herdeiro do Grupo Guararapes, controlador da Riachuelo -, Rocha já visitou 39 cidades em 17 Estados de todas as regiões do País.

Pelas redes sociais, o empresário divulga seus compromissos, desde a chegada aos aeroportos, onde tem sido saudado por simpatizantes com camisetas da seleção brasileira entoando o lema: "Eu sou guerreiro, sou brasileiro, é por isso que eu quero o Flávio Rocha".

Integrante do Movimento Brasil 200, organizado por empresários, Rocha está na lista dos pré-candidatos autoproclamados liberais e com capacidade de se autofinanciar - ele usa um jatinho particular para rodar o País. Em nota, Rocha afirmou que não prioriza eventos corporativos, mas ações do PRB e do Movimento Brasil 200, além de locais indicados por pesquisas internas.

Dias segue o mesmo ritmo. Apesar de não ter avião próprio, presidenciável do Podemos já passou por 40 cidades em 16 Estados nos últimos 50 dias. Mais conhecido no Sul, onde fica seu reduto eleitoral, o senador pelo Paraná já visitou seis das nove capitais nordestinas com o intuito de se tornar conhecido entre os eleitores e montar palanques na região.

"Neste primeiro momento, diferentes setores, como agronegócio ou varejo, acabam fazendo mais convites, assim como universidades e associações. São convites importantes para sustentar a candidatura e formar uma base sólida que nos garanta presença nas pesquisas no médio prazo, antes da campanha em si", afirmou o pré-candidato do Podemos.

A escolha dos destinos a serem visitados pelo presidenciável ocorre a partir de uma seleção dos convites que recebe e em função da agenda de votação do Senado. Sua estratégia, assim como a de Rocha, é preencher todos os dias da agenda com ao menos um encontro público e repercutir a agenda nas redes sociais.

Rodrigo Maia (DEM), Manuela D'Ávila (PCdoB), Marina Silva (Rede) e João Amoêdo (Novo), foram os pré-candidatos que visitaram menos cidades no período.

Últimas Notícias

Ver mais
Flávio Rocha diz que retomada do varejo está rápida e que 2º semestre será bom
Um conteúdo Esfera Brasil

Flávio Rocha diz que retomada do varejo está rápida e que 2º semestre será bom

Há um ano

TSE nega pedido das Forças Armadas para acessar documentos de eleições passadas
Brasil

TSE nega pedido das Forças Armadas para acessar documentos de eleições passadas

Há um ano

TSE rejeita cassação da chapa Bolsonaro-Mourão por disparos em massa
Brasil

TSE rejeita cassação da chapa Bolsonaro-Mourão por disparos em massa

Há 2 anos

Em jantar com empresários, Guedes diz: Brasil precisa vacinar em massa
Brasil

Em jantar com empresários, Guedes diz: Brasil precisa vacinar em massa

Há 2 anos

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais