• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

FHC reafirma apoio a Doria após tentativas de aproximação de Lula

A declaração veio após a publicação de notícias na imprensa sobre a tentativa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de tentar obter apoio de nomes da velha guarda do PSDB
 (Divulgação/Wikimedia)
(Divulgação/Wikimedia)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 25/01/2022 21:01 | Última atualização em 25/01/2022 19:36Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) reiterou nesta terça-feira, 25, que apoia a pré-candidatura do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), à Presidência da República.

Em publicação no Twitter, FHC foi sucinto ao respaldar o nome do correligionário. "Já tive a oportunidade de manifestar o meu apoio ao candidato Governador João Doria à presidência e que foi respaldada pelo meu partido", disse o tucano.

Fique por dentro das principais notícias do Brasil e do mundo. Assine a EXAME

A declaração veio após a publicação de notícias na imprensa sobre a tentativa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de tentar obter apoio de nomes da velha guarda do PSDB, caso de FHC, à sua provável candidatura ao Palácio do Planalto este ano, em uma chapa que teria o ex-governador Geraldo Alckmin (sem partido) como vice.

Segundo a colunista Bela Megale, do jornal O Globo, Lula quer marcar uma nova conversa com FHC sobre o tema. Recentemente, um interlocutor do petista se reuniu com o tucano e teria ficado satisfeito com a avaliação que ele fez sobre a chapa. Encarou isso como sinalização de que o ex-presidente fará gestos de apoio à iniciativa.

Em maio do ano passado, os dois já haviam se reunido para discutir o cenário político de 2022 e protagonizaram uma rumorosa foto juntos, encarada como ensaio de uma frente ampla antibolsonarista, que reuniria até adversários históricos. O registro, no entanto, provocou desconforto em setores do PSDB.

Lula também se reuniu recentemente com outros quadros do PSDB tradicional, como o ex-ministro Aloysio Nunes e o senador Tasso Jereissati. Em entrevista coletiva no último dia 19, o ex-presidente fez acessos a essa ala do tucanismo.

"É importante lembrar que o PSDB do Doria não é o PSDB social-democrata do Mario Covas, do Fernando Henrique Cardoso e do José Serra criado no período da Constituinte, no tempo do Franco Montoro", afirmou o petista.