Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Exército prende 63 pessoas em um mês por queimadas na Amazônia

Resultados foram divulgados no mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro chegou a Nova York para participar da Assembleia Geral da ONU

Modo escuro

Continua após a publicidade
Amazônia: no Brasil, foram registrados 30.901 focos de incêndio em agosto (Gustavo Basso/Getty Images)

Amazônia: no Brasil, foram registrados 30.901 focos de incêndio em agosto (Gustavo Basso/Getty Images)

A
AFP

Publicado em 24 de setembro de 2019 às, 10h42.

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, anunciou nesta segunda-feira que 63 pessoas foram presas e houve a emissão de 8,7 milhões de dólares em multas durante um mês de operação militar para combater incêndios na Amazônia, que em agosto registrou o dobro de focos contabilizados no mesmo período de 2018.

Os resultados da Operação Verde foram divulgados no mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro chegou a Nova York para participar da Assembleia Geral da ONU, antes da qual ele disse que "reafirmaria a soberania" do Brasil, depois de ser alvo de duras críticas da comunidade internacional por conta do aumento de incêndios na Amazônia.

No país foram registrados 30.901 focos de incêndio em agosto, na região amazônica, quase o triplo dos 10.421 do mesmo mês de 2018, segundo dados de satélite do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), citados em entrevista coletiva liderada pelo ministro Fernando Azevedo e Silva.

O ministro destacou que até 22 de setembro havia 17.095 pontos de incêndio na floresta, número que, por enquanto, está abaixo da média histórica do mesmo mês, situada em 33.426.

"Nós mostramos o resultado da operação. O que vinha, principalmente de fora, era que a Amazônia estava em chamas. Nós mostramos o real, eu acho que está longe de uma Amazônia em chamas", disse o ministro, ao lado da equipe técnica que participa da operação.

Contudo, Azevedo reconheceu que "há preocupação" em algumas áreas, especialmente no centro da região.

Sob forte pressão internacional, Bolsonaro assinou um decreto em 23 de agosto para autorizar o envio de militares para os estados amazônicos. Na sexta-feira passada, a operação foi prorrogada até 24 de outubro.

O ministro disse que foram realizadas 571 missões terrestres e 250 aéreas para combater os focos de incêndio na região amazônica, que abriga a maior biodiversidade do mundo e é essencial para o equilíbrio climático do planeta.

Últimas Notícias

Ver mais
Vai chover na terça de carnaval em SP? Veja a previsão do tempo

Brasil

Vai chover na terça de carnaval em SP? Veja a previsão do tempo

Há 15 horas

“Podemos chegar a 2 milhões de casos de dengue este ano”; diz infectologista. Veja como se prevenir

Brasil

“Podemos chegar a 2 milhões de casos de dengue este ano”; diz infectologista. Veja como se prevenir

Há 17 horas

Governo avalia dispensar supermercados de acordo com sindicatos para trabalho nos feriados

Brasil

Governo avalia dispensar supermercados de acordo com sindicatos para trabalho nos feriados

Há 18 horas

Tem mosquito aí? Prefeitura de SP ultrapassa 1 milhão de ações de combate à dengue

Brasil

Tem mosquito aí? Prefeitura de SP ultrapassa 1 milhão de ações de combate à dengue

Há 19 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

A regulamentação de cigarros eletrônicos pode trazer mais segurança para o consumidor?

A regulamentação de cigarros eletrônicos pode trazer mais segurança para o consumidor?

Escritórios Verdes, da JBS, regularizam 8 mil fazendas
EXAME Agro

Escritórios Verdes, da JBS, regularizam 8 mil fazendas

“Deixei o mundo corporativo para empreender com a Herbalife”

“Deixei o mundo corporativo para empreender com a Herbalife”

Loja pop-up da Lacoste em Trancoso conecta a marca com o verão brasileiro

Loja pop-up da Lacoste em Trancoso conecta a marca com o verão brasileiro

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais