Brasil
Acompanhe:

Exército escolhe novo blindado e deve fechar contrato de 900 milhões de euros

Compra será de 98 veículos 8x8, superiores aos atuais Guaranis 6x6 usados

Centauro II: modelo do blindado tem canhão de 120 mm e será usado para modernizar a frota das unidades de infantaria de ação rápida (Divulgação/Site Exame)

Centauro II: modelo do blindado tem canhão de 120 mm e será usado para modernizar a frota das unidades de infantaria de ação rápida (Divulgação/Site Exame)

E
Estadão Conteúdo

27 de novembro de 2022, 20h11

Na reta final do governo de Jair Bolsonaro, o Exército brasileiro concluiu a escolha da nova geração de blindados com canhões e deve assinar no dia 5 de dezembro o contrato de cerca de 900 milhões de euros para a compra de 98 veículos.

Os novos blindados Centauro II do consórcio italiano Oto Melara (CIO) - formado por Iveco e Leonardo - são veículos 8x8, superiores aos atuais Guaranis 6x6 usados pelo Exército, também fabricados pela Iveco. Os veículos de 30 toneladas contam ainda com canhões de 120 mm e serão usados para modernizar a frota das unidades de infantaria de ação rápida.

O Centauro II superou dois concorrentes, o modelo LAV700AG fabricado pela norte-americana GDLS e o veículo ST1-BR da chinesa Norinco, que ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente.