Brasil

Exército escolhe novo blindado e deve fechar contrato de 900 milhões de euros

Compra será de 98 veículos 8x8, superiores aos atuais Guaranis 6x6 usados

Centauro II: modelo do blindado tem canhão de 120 mm e será usado para modernizar a frota das unidades de infantaria de ação rápida (Divulgação/Site Exame)

Centauro II: modelo do blindado tem canhão de 120 mm e será usado para modernizar a frota das unidades de infantaria de ação rápida (Divulgação/Site Exame)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 27 de novembro de 2022 às 20h11.

Na reta final do governo de Jair Bolsonaro, o Exército brasileiro concluiu a escolha da nova geração de blindados com canhões e deve assinar no dia 5 de dezembro o contrato de cerca de 900 milhões de euros para a compra de 98 veículos.

Os novos blindados Centauro II do consórcio italiano Oto Melara (CIO) - formado por Iveco e Leonardo - são veículos 8x8, superiores aos atuais Guaranis 6x6 usados pelo Exército, também fabricados pela Iveco. Os veículos de 30 toneladas contam ainda com canhões de 120 mm e serão usados para modernizar a frota das unidades de infantaria de ação rápida.

O Centauro II superou dois concorrentes, o modelo LAV700AG fabricado pela norte-americana GDLS e o veículo ST1-BR da chinesa Norinco, que ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente.

Acompanhe tudo sobre:ExércitoGoverno BolsonaroIndústria de armas

Mais de Brasil

Gonet diz que 'não faz sentido' proibir delação premiada de presos, proposta em discussão na Câmara

STF tem maioria para derrubar pontos da reforma da Previdência que atingem servidores públicos

CCJ do Senado aprova liberação de cassinos, bingos e jogo do bicho

Mais na Exame