Brasil

Em meio à crise no Rio Grande do Sul Lula recebeu ex-presidente da Argentina no Planalto

Encontro com o peronista Alberto Fernández, amigo pessoal do presidente brasileiro, ocorreu durante a tarde desta segunda, em Brasília

Encontro: Lula e Alberto Fernández se encontram no Planalto (Esteban Collazo/Argentine Presidency/Divulgação)

Encontro: Lula e Alberto Fernández se encontram no Planalto (Esteban Collazo/Argentine Presidency/Divulgação)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 14 de maio de 2024 às 07h15.

O presidente Luiz Inácio Lula das Silva se reuniu na tarde desta segunda, 13, com o ex-presidente da Argentina, o peronista Alberto Fernández (2019-2023), no Palácio do Planalto. O encontro foi divulgado por Fernández em sua conta na rede social X (ex-Twitter).

Segundo fontes do governo brasileiro, na conversa foi analisada a crise argentina e o desempenho do governo de Javier Milei, com quem Lula nunca se encontrou nem manteve qualquer tipo de contato.

No mesmo dia em que cancelou uma viagem de Estado ao Chile que estava prevista para esta quinta-feira, Lula recebeu Fernández no Planalto num dia complicado para o presidente brasileiro pela grave situação no Rio Grande do Sul.

"Hoje tive a enorme sorte de me encontrar com meu amigo de sempre, o presidente do Brasil @LulaOficial. Lhe transmiti nossa solidariedade pela tragédia que vive o Sul do Brasil em consequência das tremendas inundações que deixaram centenas de vítimas e enormes perdas materiais", escreveu Fernández na rede X.

No que pareceu um recado ao presidente e líder da ultradireita argentina, Fernández escreveu, ainda, que "temos de unir esforços para que nossas relações culturais e comerciais não diminuam. Devemos entender que temos um destino comum que nenhuma teimosia ideológica pode vulnerar".

Desde que Milei assumiu o poder, em 10 de dezembro de 2023, o vínculo bilateral entrou numa fase de esfriamento, mas as chancelarias de ambos os países trabalham para evitar que as diferenças entre os dois chefes de Estado afetem profundamente a relação. O comércio bilateral está em baixa apesar desses esforços, sobretudo pela grave crise econômica que assola a Argentina.

Semana passada, a Casa Rosada enviou um Hércules C-130 da Força Aérea Argentina com destino a Canoas, no Rio Grande do Sul, levando duas estações purificadoras e 72 mil pastilhas potabilizadoras de água para ajudar o estado. O gesto foi destacado por fontes diplomáticas brasileiras, mas Lula e Milei, mais uma vez, evitaram contatos diretos. Já Fernández é amigo pessoal do presidente brasileiro, a quem visitou em Curitiba quando Lula estava preso.

Acompanhe tudo sobre:Luiz Inácio Lula da SilvaArgentina

Mais de Brasil

PL do Aborto gera manifestações em ao menos oito cidades

Rio quer atrair investimentos da Arábia Saudita e criar hub para Data Centers - inclusive submarinos

Microexplosão atinge município gaúcho de São Luiz Gonzaga

Combate ao fogo no Parque de Itatiaia continua, sem previsão de fim

Mais na Exame