Brasil

Em entrevista, Bolsonaro elogia delação de Palocci

Bolsonaro afirmou que o ex-ministro dos governo Lula e Dilma está colaborando com a justiça e que ele tenta diminuir o dano causado por suas ações

Palocci: o ex-ministro petista delatou à Polícia Federal um esquema de corrupção dos governos Lula e Dilma (Rodolfo Buhrer/Reuters)

Palocci: o ex-ministro petista delatou à Polícia Federal um esquema de corrupção dos governos Lula e Dilma (Rodolfo Buhrer/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 5 de outubro de 2018 às 13h48.

Última atualização em 5 de outubro de 2018 às 13h51.

Rio - O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, voltou nesta quinta-feira, 4, a atacar o PT e disse que o ex-ministro Antonio Palocci merece "parabéns" por ter delatado à Polícia Federal esquema de corrupção durante os governos petistas.

"Antes de qualquer delação, Palocci já vinha colaborando (com a Justiça). Ele conta as entranhas do poder, ele quer colaborar, vem colaborando, então parabéns ao Palocci. Quem não erra como ser humano? Ele tenta diminuir o dano ocasionado com suas ações. A corrupção está colada no PT", disse ele.

As afirmações foram feitas em entrevista à TV Record, exibida no mesmo horário do debate da TV Globo. O candidato se recupera da facada que recebeu e não participou do encontro por recomendação médica.

A entrevista da TV Record se estendeu por cerca de 25 minutos, durante os quais Bolsonaro foi interrompido duas vezes por um auxiliar, que o aconselhou a beber água e descansar. Os médicos recomendam que ele não fale ininterruptamente por mais de dez minutos. O candidato se recupera da facada que recebeu em Juiz de Fora há quase um mês.

Ao longo da entrevista, que teve perguntas amigáveis, Bolsonaro repetiu afirmações e planos que já havia exposto. Negou que seja homofóbico e disse que jamais ofendeu ou agrediu homossexuais. "Jogam esses rótulos pra cima de mim porque não têm o que falar sobre corrupção."

O candidato também voltou a negar que pretenda extinguir o 13.º salário e disse que seu candidato a vice, Hamilton Mourão, foi erroneamente interpretado quando tratou do tema.

Pouco após as 22h, quando o debate na TV Globo já estava no ar, o candidato publicou em sua conta numa rede social uma foto sentado no sofá de sua casa assistindo a um programa humorístico. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Acompanhe tudo sobre:Antonio PalocciDelação premiadaEleições 2018Jair Bolsonaro

Mais de Brasil

Mauro Cid chega à PF e presta novo depoimento sobre caso do desvio de joias do acervo presidencial

Funai defende continuidade de ações na Terra Yanomami

Datafolha: governo Lula é aprovado por 36% e desaprovado por 31%

Caso Marielle: por unanimidade, STF aceita denúncia contra acusados de mandar matar vereadora

Mais na Exame