Acompanhe:

Dias Toffoli arquiva inquérito sobre deputado Bruno Araújo

A decisão foi assinada na sexta-feira (29) e divulgada nesta segunda (2)

Modo escuro

Continua após a publicidade
Toffoli: para ministro do STF, não há indícios suficientes de provas para manter o andamento da investigação (Adriano Machado/Reuters)

Toffoli: para ministro do STF, não há indícios suficientes de provas para manter o andamento da investigação (Adriano Machado/Reuters)

A
Agência Brasil

Publicado em 2 de julho de 2018 às, 19h47.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli decidiu arquivar inquérito aberto na Corte para investigar o deputado federal Bruno Araújo (PSDB-PE) pelos crimes de corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro. A decisão foi assinada na sexta-feira (29) e divulgada hoje (2).

O inquérito foi aberto em 2017 para apurar citações ao nome do parlamentar nos depoimentos de delação premiada de ex-diretores da empreiteira Odebrecht. Nos depoimentos, os delatores afirmaram que repassaram R$ 600 mil para as campanhas eleitorais de Bruno Araújo em 2010 e 2012.

A decisão de Toffoli foi motivada por um pedido de arquivamento feito pela defesa de Bruno Araújo. Para o ministro, até o momento, não há indícios suficientes de provas para manter o andamento da investigação.

Na petição que chegou ao Supremo, os advogados alegaram que a investigação não encontrou "qualquer indício de prática delitiva em desfavor" do deputado.

"Nenhum dos colaboradores ouvidos, nem nos seus depoimentos prestados junto à PGR [Procuradoria-Geral da República] no momento de homologação de seus acordos de colaboração premiada, nem tampouco na ocasião de renovação de suas oitivas perante o DPF [Polícia Federal], tampouco as demais testemunhas ouvidas, e o resultado de outras diligências investigativas complementares, trouxeram elementos que pudessem justificar a manutenção desse inquérito, o qual deverá ser prontamente arquivado", sustentou a defesa.

Ministro Dias Toffoli atendeu a pedido de arquivamento feito pela defesa do deputado federal Bruno Araújo - Nelson Jr./SCO/STF

Últimas Notícias

Ver mais
Regulação da IA precisa proteger direitos fundamentais, diz Barroso
Inteligência Artificial

Regulação da IA precisa proteger direitos fundamentais, diz Barroso

Há 10 horas

Supremo forma maioria para ampliar foro privilegiado de políticos na Corte
Brasil

Supremo forma maioria para ampliar foro privilegiado de políticos na Corte

Há 11 horas

Alexandre de Moraes é aprovado por banca como professor titular da USP
Brasil

Alexandre de Moraes é aprovado por banca como professor titular da USP

Há 23 horas

Foro privilegiado: entenda as mudanças definidas pelo STF
Brasil

Foro privilegiado: entenda as mudanças definidas pelo STF

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais