Brasil

Crescimento será modesto em 2015, diz Trabuco

Trabuco ressaltou seu otimismo com as primeiras medidas de ajuste fiscal que estão sendo anunciadas pelo governo


	Trabuco ressaltou seu otimismo com as primeiras medidas de ajuste fiscal
 (Germano Lüders/EXAME.com)

Trabuco ressaltou seu otimismo com as primeiras medidas de ajuste fiscal (Germano Lüders/EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 1 de janeiro de 2015 às 14h22.

Brasília - Primeiro nome convidado pela presidente Dilma Rousseff para ocupar o Ministério da Fazenda, o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, disse nesta quinta-feira que espera um crescimento ainda modesto para a economia em 2015.

Ressaltando seu otimismo com as primeiras medidas de ajuste fiscal que estão sendo anunciadas pelo governo, ele avaliou que o crescimento econômico de 2015 deverá ser parecido com o do ano passado.

"Acho que o resultado será parecido com o de 2014", estimou Trabuco, ao chegar ao Palácio do Planalto para a posse da presidente Dilma Rousseff.

O presidente do Bradesco elogiou, ainda, a escolha de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda e lembrou que ele tem muita experiência administrativa e sempre apresentou resultados positivos por onde passou.

"No governo do Rio, por exemplo, ele não apenas acertou as contas do Estado como ainda conseguiu aumentar a arrecadação", citou.

Acompanhe tudo sobre:BancosBradescoEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasExecutivosExecutivos brasileirosGovernoGoverno DilmaLuiz Carlos Trabuco CappiPersonalidades

Mais de Brasil

Enchentes no RS: cidade gaúcha registra primeira morte por leptospirose

Famílias aptas para receber auxílio reconstrução no RS terão que validar cadastro a partir do dia 27

Rio Grande Sul voltará a enfrentar chuvas fortes e massa de ar polar nesta semana, alerta Inmet

Rio de Janeiro recebe FII PRIORITY Summit com o tema “Investir com Dignidade”

Mais na Exame