Acompanhe:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer aproveitar sua viagem a Dubai, onde participará, da conferência mundial sobre o clima (COP28) no fim do mês, para se aproximar do mundo árabe. Antes de chegar ao evento, Lula passará por Arábia Saudita e Catar, países com fundos soberanos bilionários que têm grande potencial de investimentos em infraestrutura no Brasil. Também são atores de grande importância geopolítica, especialmente em questões envolvendo o Oriente Médio.

Lula participará de seminários empresariais para “vender” o Brasil, além de se reunir com autoridades sauditas e do Catar. Durante a COP28, o presidente deve abordar a ideia de estreitamento das relações com os árabes em conversas com o governo dos Emirados Árabes Unidos, mas vai se dedicar a outros assuntos, como o aquecimento global e conversas com líderes de outras nações.

— É um gesto importante de aproximação, com um conteúdo econômico muito significativo — afirmou Osmar Chohfi, presidente da Câmara Árabe-Brasileira.

Chohfi destacou que, em 2022, o comércio bilateral com os árabes foi de US$ 32 bilhões e, desse total, US$ 8 bilhões foram com a Arábia Saudita. Especialmente os países do Golfo Pérsico (Bahrein, Kuwait, Omã, Catar, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos) são mercados importantes para as exportações brasileiras, com ênfase para produtos agrícolas e commodities minerais.

Chegada na Arábia Saudita

Lula chegará nesta terça-feira a Riad, capital da Arábia Saudita, onde será recebido pela realeza do país, incluindo o príncipe Mohammad bin Salman, acusado de ter assassinado o jornalista Jamal Khashoggi, em 2018. Os sauditas também ganharam espaço na mídia brasileira no primeiro semestre deste ano, pelas joias, relógios e outros presentes casos dados ao ex-presidente Jair Bolsonaro, a sua mulher Michelle e a membros de sua equipe.

O presidente brasileiro participará de um encontro com empresários e estará também presente em um evento promovido pela Embraer, fabricante nacional de aviões. Estima-se que os sauditas possam incrementar investimentos no Brasil em até US$ 10 bilhões.

Os compromissos de Lula no Catar devem começar na quinta-feira. Além da busca por mais comércio e investimentos em encontros com autoridades e membros do setor privado, o presidente fará um apelo pela libertação brasileiros e parentes palestinos que ainda estão na Faixa de Gaza.

O Itamaraty apresentou uma lista de 86 nomes a Israel e ao Egito, e considera o país árabe um ator importante no diálogo pelo fim do conflito entre os israelenses e o grupo terrorista Hamas

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Governo de SP promete alfabetizar 90% das crianças com 7 anos até 2026
Brasil

Governo de SP promete alfabetizar 90% das crianças com 7 anos até 2026

Há 3 horas

Brasil vê subida de tom de Israel como 'provocação' e desvio do foco de discussões na ONU
Brasil

Brasil vê subida de tom de Israel como 'provocação' e desvio do foco de discussões na ONU

Há 3 horas

Como funciona o Prouni? Confira o calendário 2024 do programa
Guia do Cidadão

Como funciona o Prouni? Confira o calendário 2024 do programa

Há 3 horas

Ministério dos Transportes libera repactuação de 8 concessões; falta análise da ANTT e do TCU
Brasil

Ministério dos Transportes libera repactuação de 8 concessões; falta análise da ANTT e do TCU

Há 4 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais