Acompanhe:

Uma projeção da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) indica que a conta de luz dos brasileiros deve ter um aumento médio de 5,6% em 2024.

A informação foi dada antecipadamente pelo diretor-geral da Aneel, Sandoval Feitosa, em entrevista à CNN. Segundo ele, no ano passado, foi estimada uma alta de 6,8%, enquanto o aumento registrado foi de 5,9%.

A projeção para os reajustes médios deste ano supera tanto as estimativas de mercado para o IGP-M (4,04%) quanto para o IPCA (3,86%), segundo o último boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central.

Por que a conta de luz vai ficar mais cara em 2024?

De acordo com Aneel, há três razões principais para que a previsão de reajustes médios fique acima da inflação. Em primeiro lugar, a expansão da rede de transmissão de energia, com leilões de linhas de transmissão em 2023 e 2024 que totalizam R$ 60 bilhões em novos investimentos.

O segundo fator é o aumento dos subsídios no setor. A Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), que abrange as subvenções nas tarifas de energia e é compartilhada pelos consumidores de todo o país, deve atingir R$ 37 bilhões em 2024, em comparação com os R$ 34 bilhões registrados no ano anterior. Desde 2010, a CDE apresentou um crescimento de 269%.

Em terceiro, o fim da restituição dos créditos tributários provenientes da exclusão do ICMS da base de cálculo de PIS/Cofins. Segundo a Aneel, mais de R$ 50 bilhões foram reembolsados aos consumidores devido a pagamentos indevidos. No entanto, a maior parte desses créditos foi utilizada nos anos de 2022 e 2023. Como há apenas um valor residual, o impacto positivo nas contas de luz é limitado, resultando em um alívio financeiro menor para os consumidores.

Anualmente, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realiza o reajuste das tarifas de energia cobradas pelas distribuidoras na data de "aniversário" da concessão. Esses reajustes são feitos considerando diversos fatores, como os custos associados à geração e transmissão de energia, encargos setoriais, custos operacionais específicos da distribuidora e a inflação do período.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Os recados de Campos Neto: aumento de incertezas e o risco de fim do ciclo de queda de juros
Economia

Os recados de Campos Neto: aumento de incertezas e o risco de fim do ciclo de queda de juros

Há 3 horas

Ministro diz que em reunião com Nunes reforçou disposição para ajustes no setor de distribuição
Brasil

Ministro diz que em reunião com Nunes reforçou disposição para ajustes no setor de distribuição

Há 5 horas

IPVA 2024: veja quem deve pagar em São Paulo
seloMinhas Finanças

IPVA 2024: veja quem deve pagar em São Paulo

Há 10 horas

Enel SP apresenta a Nunes plano de investimento de R$ 6,2 bilhões entre 2024 e 2026
Brasil

Enel SP apresenta a Nunes plano de investimento de R$ 6,2 bilhões entre 2024 e 2026

Há 22 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais