Brasil

Consulados do Brasil nos EUA estão em alerta por Sandy

No entanto, o Itamaraty informou que não há registros de brasileiros entre as vítimas dos impactos causados pelo furacão

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 31 de outubro de 2012 às 11h02.

Brasília – A passagem do Furacão Sandy, na Costa Leste dos Estados Unidos, colocou os consulados do Brasil na região em alerta. Porém, o Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, informou à Agência Brasil que não há registros de brasileiros entre as vítimas dos impactos causados pelo furacão. Há nove consulados do Brasil nos Estados Unidos. Na região atingida, estão três – em Nova York, Washington e Boston.

No Brasil, o Itamaraty mantém o Núcleo de Assistência a Brasileiros no Exterior, que atende pelo telefone 55-612030-8804. O serviço funciona para prestar esclarecimentos, tirar dúvidas e dar informações para quem está no exterior ou tem parentes e amigos fora do país.

O Itamaraty recomenda que todos os brasileiros nos Estados Unidos sigam as orientações das autoridades locais, principalmente em caso de necessidade de evacuação de uma determinada área, além de evitar o acesso a certos locais.

Em dois dias de passagem do Furacão Sandy pela Costa Leste dos Estados Unidos, os dados ainda estão sendo apurados. Números mais recentes, porém, indicam que 48 pessoas morreram em consequência do furacão – 18 só na região de Nova York. A falta de energia e combustíveis, inundações em alguns setores e a queda de árvores causaram os principais danos na área.

Os especialistas dizem que o furacão segue dos Estados Unidos para o Canadá, depois de ter passado pelo Caribe, onde pelo menos 67 pessoas morreram. O Itamaraty informou que os consulados do Brasil no Canadá ficarão também em alerta para ajudar os brasileiros que estiverem no país.

Acompanhe tudo sobre:CelebridadesDesastres naturaisDiplomaciaSandy

Mais de Brasil

Bolsonaristas criticam Moraes por derrubar norma sobre aborto; governistas apoiam decisão

Enchentes agora atingem SC; mais de 800 estão fora de casa devido a inundações

Nível do Guaíba cai 17 cm em Porto Alegre e segue baixando

Adaptação das cidades à crise climática exige mudança de paradigma, dizem especialistas

Mais na Exame