Acompanhe:

Confiança no setor de serviços diminui em setembro

Apesar da queda, resultado é 4,1% melhor do que o de setembro de 2009

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

T
Thaís Leitão

Publicado em 10 de outubro de 2010 às, 03h43.

Rio de Janeiro - O Índice de Confiança de Serviços (ICS) diminuiu 1,1% entre os meses de agosto e setembro, passando de 134,8 para 133,3 pontos. De acordo com dados divulgados hoje (7) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), mesmo com a queda, o ICS do mês mantém-se num patamar acima da média do ano (132,7 pontos) e supera em 4,1% o resultado de setembro de 2009.

O Índice da Situação Atual (ISA-S) caiu 1%, de 121,8 para 120,6 pontos, mas representa o segundo mais alto do ano, perdendo apenas para o de agosto. Além disso, o resultado supera em 12,4 pontos a média histórica (108,1 pontos).

O mesmo movimento foi observado no Índice de Expectativas (IE-S), que registrou queda de 1,2%, passando para 146,1 pontos. O IE-S encontra-se 1,2 ponto abaixo da média do período pré-crise (junho a agosto de 2008) e 9,5 pontos acima da média histórica (136,6 pontos).

De acordo com o levantamento, o indicador que mede a satisfação com o volume de demanda atual foi o quesito que mais contribuiu para a diminuição do ISA-S entre agosto e setembro, ao passar de 112,5 para 110,8 pontos. Das 2.165 empresas consultadas, 22,9% avaliam a demanda atual como forte, e 12,1%, como fraca. Em agosto, estas parcelas haviam sido de 23,3% e 10,8%, respectivamente.

Já a queda do IE-S foi influenciada principalmente pelo indicador que mede as expectativas em relação ao ambiente dos negócios nos seis meses seguintes, que passou de 148,1 para 146,2 pontos. A proporção de empresas que preveem melhora dos negócios diminuiu de 52,1% para 49,7% entre agosto e setembro; a parcela das que preveem piora também teve redução, mas em menor magnitude, de 4,0% para 3,5% do total.

Leia mais sobre serviços

Siga as últimas notícias de Economia no Twitter

 

Últimas Notícias

Ver mais
Depois do "back to basics", CVC mira 2 mil lojas
Exame IN

Depois do "back to basics", CVC mira 2 mil lojas

Há 22 horas

MELHORES E MAIORES 2024: inscrições estão abertas
seloNegócios

MELHORES E MAIORES 2024: inscrições estão abertas

Há um dia

Pasta do Comércio da China se compromete a ajudar empresas e a impulsionar demanda doméstica
Economia

Pasta do Comércio da China se compromete a ajudar empresas e a impulsionar demanda doméstica

Há um dia

Elon Musk processa OpenAI e Sam Altman por relação com Microsoft
Exame IN

Elon Musk processa OpenAI e Sam Altman por relação com Microsoft

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais