Brasil

Concessionárias não cobram pedágio a socorro em Brumadinho

Isenção para ambulâncias, carros de bombeiro e veículos especiais e oficiais atende a pedido do ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas

Brumadinho: Veículos oficiais não pagam pedágio (Washington Alves/Reuters)

Brumadinho: Veículos oficiais não pagam pedágio (Washington Alves/Reuters)

AB

Agência Brasil

Publicado em 29 de janeiro de 2019 às 18h16.

As empresas concessionárias que operam em rodovias que fazem ligação com Brumadinho (MG) não estão cobrando pedágio de ambulâncias, carros de bombeiro e veículos especiais e oficiais (chapa branca) transportando equipes que atuam após o rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Vale.

A isenção atende a pedido do ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Conforme ele postou no Twitter, as concessionárias atenderam o pedido feito por ele.

Informação importante: as concessionárias @MGORodovias, @via_040 e @triunfoconcebra atenderam ao nosso pedido e irão liberar o pedágio para ambulâncias, carros de bombeiro e veículos especiais que estão usando as rodovias diariamente com destino a Brumadinho. Agradeço às empresas.

As concessionárias liberaram a cobrança do pedágio na BR-040 (custo de R$ 5,30 para rodagem simples se automóvel, furgão e camionete); BR 050 (R$ 6,80); BR 262 (R$ 4,20); e BR 381 (R$ 2,40). Os valores estão disponíveis no site da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Todas essas rodovias federais fazem ligação com a MG 040, que leva a Brumadinho.

Acompanhe tudo sobre:Brumadinho (MG)Ministério da InfraestruturaPedágioTarcísio Gomes de Freitas

Mais de Brasil

Quase 70% das micro e pequenas empresas do Brasil não tinham nenhum funcionário em 2022

Eleições municipais: Lula diz que vai fazer campanha contra 'adversários ideológicos'

Maria do Rosário tem 30,2% e Sebastião Melo com 24,8% em Porto Alegre, aponta AtlasIntel

IPVA e Licenciamento: veja as diferenças e entenda para que serve

Mais na Exame