Acompanhe:

A Comissão de Ciência, Tecnologia e Inovação da Câmara dos Deputados aprovou nesta segunda-feira, 28, o projeto que determina a inclusão da contagem domiciliar de cachorros e gatos no Censo Demográfico, levantamento sobre a população realizado periodicamente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A proposta ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) antes de ser votada pelo plenário da casa.

O relator do projeto, deputado Nilto Tatto (PT-SP), recomendou a aprovação, argumentando que os dados ajudariam na proteção animal. “Dados sobre a população animal poderão ajudar a mapear surtos epidêmicos e problemas de zoonoses, para conhecer as origens e combater as causas, além de registrar o tratamento dado a esses animais e orientar o combate a maus-tratos”, afirmou.

O deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), autor da proposta aprovada, afirmou que a medida é uma questão de saúde pública, uma vez que os cachorros e gatos compartilham o mesmo ambiente que seus donos e podem transmitir doenças. “Cães e gatos são sentinelas de doenças humanas, pois compartilham o mesmo ambiente de seus tutores e, frequentemente, comem a mesma comida, bebem a mesma água, dormem na mesma cama e fazem companhia em viagens”, argumentou.

“Nos últimos 30 anos, três em quatro doenças emergentes foram transmitidas por animais. Com estudo amplo, geral e simultâneo, como o Censo, poderemos fazer do Brasil modelo mundial na prevenção de zoonoses, na dinâmica populacional, no bem-estar animal e na guarda responsável de cães e gatos”, continuou.

Quantos cães e gatos têm no Brasil?

Hoje, o Brasil não tem uma contagem oficial de quantos cães e gatos têm no país. Institutos e associações do setor pet realizam contagem para amparar o setor. Segundo o Censo Pet IPB, levantamento anual da população de animais de estimação realizado pelo Instituto Pet Brasil, o país encerrou 2021 com 149,6 milhões de animais de estimação, um aumento de 3,7% sobre os 144,3 milhões do ano anterior.

Os cães lideram o ranking, com 58,1 milhões de indivíduos. As aves canoras vêm em segundo, com 41 milhões. Os gatos figuram em terceiro lugar, com 27,1 milhões, seguidos de perto pelos peixes (20,8 milhões). E depois vêm os pequenos répteis e mamíferos (2,5 milhões).

Com informações da Agência Câmara.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
“Carro-cachorro” circula por Santos para conscientizar sobre doenças causadas por parasitas
Um conteúdo Bússola

“Carro-cachorro” circula por Santos para conscientizar sobre doenças causadas por parasitas

Há um mês

Conheça a cafeteria em Santa Catarina que tem cardápio para humanos, cachorros e gatos
Casual

Conheça a cafeteria em Santa Catarina que tem cardápio para humanos, cachorros e gatos

Há 2 meses

Parlamento da Coreia do Sul aprova legislação que proíbe a indústria de carne de cachorro
Mundo

Parlamento da Coreia do Sul aprova legislação que proíbe a indústria de carne de cachorro

Há 2 meses

Grupo Petlove lança ferramenta para facilitar os negócios de veterinários empreendedores
Um conteúdo Bússola

Grupo Petlove lança ferramenta para facilitar os negócios de veterinários empreendedores

Há 4 meses

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais