Brasil

Com Salgado Filho fechado, Canoas vai receber voos da Latam e Azul; entenda como vai funcionar

Preços estarão disponíveis a partir de amanhã; ao todo, serão 134 voos semanais à cidade que fica próxima a Porto Alegre, cujo aeroporto está fechado

Publicado em 21 de maio de 2024 às 12h08.

Última atualização em 22 de maio de 2024 às 09h09.

A Base Aérea de Canoas, administrada pela Força Aérea Brasileira (FAB), vai funcionar como aeroporto comercial e vai receber 35 voos por semana a partir desta quarta-feira, 22. A medida é  emergencial e vai servir como alternativa ao Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, que está fechado por tempo indeterminado desde o início de maio, quando as instalações térreas e a pista de pouso e decolagem ficaram alagadas com a cheia do Guaíba.

De acordo com o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, e o ministro da Secretaria Extraordinária da Presidência da República para Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, amanhã, "as companhias aéreas vão iniciar as vendas de bilhetes para, a partir daí, começar os voos que, naturalmente, dependem da demanda que as [companhias] aéreas vão começar a receber.”

A malha emergencial terá 134 voos para o acesso ao Rio Grande do Sul por semana. Na primeira fase do plano de aviação foram anunciados 116 voos comerciais semanais. “Com mais 6 mil passageiros que nós teremos em Canoas, vamos ter condições de atender, no primeiro momento, a 30 mil passageiros por semana”, estima o ministro da Secretaria Extraordinária, Paulo Pimenta.

À EXAME, a Latam Brasil confirmou que vai operar voos comerciais de passageiros em Canoas, mas de forma excepcional. A partir de 27 de maio, a companhia vai operar um voo diário na rota Guarulhos-Canoas-Guarulhos e 5 voos semanais na rota Congonhas-Canoas-Congonhas. A Latam orienta que o passageiro fique atento às sinalizações dentro do ParkShopping Canoas e se apresente com 2 horas de antecedência do seu voo, dando preferência para o check-in automático pelo site e aplicativo da companhia.

Na Azul, a partir de 1º de junho, os voos acontecerão diariamente do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, com partida às 8h15 e chegada a Canoas às 10 horas. Os voos de volta partirão às 11h30, com chegada prevista às 13h15.

A GOL também afirmou que terá voos todos os dias da semana. Um deles sai do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, rumo a Canoas às 10h15, com aterrissagem prevista para às 12h00. Já o de  de volta para São Paulo alçará voo às 13h30 na região metropolitana de Porto Alegre, com pouso previsto para às 15h10 na capital paulista. Às quartas e sábados, um voo sai de Guarulhos às 6h15 para chegar na base aérea de Canoas às 8h00; já o voo de retorno deixa o solo gaúcho às 9h30 e aterrissa em Guarulhos às 11h10, sempre às quartas e sábados.

Malha aérea emergencial

Além dos voos na Base Aérea de Canoas, farão pousos e decolagens em sete aeroportos de pequeno e médio porte no Rio Grande do Sul e mais dois em Santa Catarina.

Rio Grande do Sul

Aeroporto de Caxias do Sul: 39 voos semanais;

Aeroporto de Santo Ângelo: 6 voos semanais;

Aeroporto de Passo Fundo: 21 voos semanais;

Aeroporto de Pelotas: 6 voos semanais;

Aeroporto de Santa Maria: 3 voos semanais;

Aeroporto de Uruguaiana: 3 voos semanais;

Base Aérea de Canoas: 35 voos semanais.

Santa Catarina

Aeroporto de Florianópolis: 14 voos semanais;

Aeroporto de Jaguaruna: 7 voos semanais.

Acompanhe tudo sobre:Enchentes no RSAeroportos

Mais de Brasil

Com música e alegria, Parada LGBT+ de SP chama atenção para a política

Entenda decisão de Moraes de se declarar impedido em caso de ameaças a familiares

João Campos é favorito nas intenções de voto no Recife; veja a lista de pré-candidatos

Ex-prefeito de Santos é condenado e perde direitos políticos

Mais na Exame