Acompanhe:

Chefe da Comunicação de Onyx Lorenzoni deixa a Casa Civil

Saída de Lopes ocorre depois de um processo de esvaziamento do ministério de Lorenzoni, com a retirada do PPI de sua responsabilidade

Modo escuro

Continua após a publicidade
Onyx: ministro vem perdendo poder desde 2019 (Adriano Machado/Reuters)

Onyx: ministro vem perdendo poder desde 2019 (Adriano Machado/Reuters)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 31 de janeiro de 2020 às, 09h48.

Última atualização em 31 de janeiro de 2020 às, 09h48.

Brasília — O chefe da Comunicação da Casa Civil, Gustavo Chaves Lopes, que assessora diretamente o ministro da pasta, Onyx Lorenzoni, pediu demissão do cargo.

A saída de Lopes ocorre depois de um processo de esvaziamento do ministério de Lorenzoni, com a retirada do Programa de Parcerias e Investimento (PPI) de sua responsabilidade e com a dupla demissão de Vicente Santini, primeiro do cargo de secretário executivo e depois da função de assessor na pasta.

Santini irritou o presidente Jair Bolsonaro por ter usado avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para "voo particular" a Davos e Nova Délhi.

A exoneração "a pedido" de Lopes está publicada no Diário Oficial da União (DOU) em edição extra desta quinta-feira, 30. Para o seu lugar, foi nomeado Mateus Colombo Mendes.

Diante da desidratação de sua pasta, Lorenzoni decidiu antecipar seu retorno de um período de férias e, segundo apurou o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, tem a expectativa de se reunir ainda nesta sexta-feira, 31, com Bolsonaro. Oficialmente, o ministro só voltaria ao trabalho na segunda-feira (3), após duas semanas nos Estados Unidos.