Brasil terá encontro internacional sobre trabalho infantil

Na última terça-feira (12), foi o Dia Internacional de Combate e Erradicação ao Trabalho Infantil

A presidência da conferência será feita em conjunto pelos ministros do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, das Relações Exteriores e do Trabalho e Emprego (Wilson Dias/ABr)

A presidência da conferência será feita em conjunto pelos ministros do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, das Relações Exteriores e do Trabalho e Emprego (Wilson Dias/ABr)

DR

Da Redação

Publicado em 6 de julho de 2012 às 19h46.

Brasília - O Brasil será sede da 3ª Conferência Global sobre Trabalho Infantil em 2013. A presidente Dilma Rousseff assinou o decreto com a confirmação ontem (14), que foi publicado hoje (15) no Diário Oficial da União. O tema da conferência, que ocorrerá em Brasília, será Estratégias para Acelerar o Ritmo da Erradicação das Piores Formas de Trabalho Infantil.

Na última terça-feira (12), foi o Dia Internacional de Combate e Erradicação ao Trabalho Infantil. As duas últimas conferências sobre o tema ocorreram em Haia, na Holanda, quando foi sugerido que o Brasil sediasse a próxima reunião.

“Com a assinatura do decreto, o Brasil reitera seu compromisso com a comunidade internacional de eliminar as piores formas de trabalho infantil e convida governos, organizações de empregadores, de trabalhadores e a sociedade civil a se mobilizarem para reacelerar o ritmo de redução do trabalho”, disse o coordenador nacional do Programa Internacional para Eliminação do Trabalho Infantil da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Renato Mendes, em nota da organização.

Participam do encontro representantes de governos, trabalhadores, empregados e membros da sociedade civil. O objetivo será fazer um balanço das medidas implementadas com base na Convenção sobre a Proibição das Piores Formas de Trabalho Infantil da OIT, de 2000; avaliar possíveis obstáculos à erradicação desse tipo de exploração, além de trocar experiências.

A presidência da conferência será feita em conjunto pelos ministros do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, das Relações Exteriores e do Trabalho e Emprego. Para participar da Comissão Organizadora Nacional, serão convidados representantes do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPeti), das organizações de empregadores e de trabalhadores de âmbito nacional, do gabinete do governador do Distrito Federal e da OIT.

Acompanhe tudo sobre:CriançasEmpregosFome

Mais de Brasil

Conflitos por terra batem recorde no Brasil no primeiro ano do governo Lula

Cármen Lúcia mantém condenação de Deltan por Power Point contra Lula

Risco fiscal está 'drenando oportunidades' do Brasil, diz Tarcísio

Fluxo de passageiros para o exterior cresce pelo 24º mês seguido mostra Anac

Mais na Exame