Acompanhe:

Bolsonaro presta depoimento na PF sobre importunação à baleia nesta terça-feira

Suspeita dos investigadores é a de que o ex-presidente estava pilotando o veículo que se aproximou de animal em junho do ano passado

Modo escuro

Continua após a publicidade
Bolsonaro: Em novembro, o Ministério Público Federal (MPF) passou a acompanhar o inquérito da PF sobre o caso (Andre Borges/Getty Images)

Bolsonaro: Em novembro, o Ministério Público Federal (MPF) passou a acompanhar o inquérito da PF sobre o caso (Andre Borges/Getty Images)

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) é esperado nesta terça-feira, 27, às 14h30, na Superintendência da Polícia Federal (PF) em São Paulo, para depor sobre uma suposta “importunação intencional” a uma baleia jubarte em uma visita à São Sebastião, no litoral paulista, em junho do ano passado. Na ocasião, o ex-mandatário teria se aproximado do animal enquanto pilotava um jetsky. O advogado e assessor de Bolsonaro Fabio Wajngarten, presente ao passeio, também deve ser ouvido pelos investigadores nesta tarde.

Em novembro, o Ministério Público Federal (MPF) passou a acompanhar o inquérito da PF sobre o caso. De acordo com a procuradora Marília Soares Ferreira Iftim, vídeos e fotos publicados em redes sociais mostraram o momento em que uma moto náutica, de motor ligado, chegou a 15 metros da baleia que estava na superfície. A suspeita dos investigadores é a de que o ex-presidente estava pilotando o veículo.

"Considerando que as imagens foram feitas a partir de outra embarcação e é possível identificar que há uma única pessoa na moto náutica, que está pilotando e gravando um vídeo no celular ao mesmo tempo. Atribui-se a identidade desta pessoa, supostamente, ao ex-presidente Jair Messias Bolsonaro", disse a procuradora, afirmando que ainda há necessidade de melhor elucidação dos fatos.

185 mil x 750 mil: Entenda por que a USP estimou público menor em ato bolsonarista do que a PM de SP

No mesmo mês, Bolsonaro chegou a ironizar a decisão do MPF de acompanhar o inquérito e aproveitou a situação para fazer um comentário gordofóbico contra o então ministro da Justiça, Flávio Dino.

— Todo dia tem uma maldade em cima de mim, a de ontem foi que estou perseguindo baleias. A única baleia que não gosta de mim na Esplanada é aquela que está no ministério, é aquela que diz que eu queria dar golpe, mas some com vídeos — disse Bolsonaro em evento do PL Mulher.

O depoimento do ex-presidente neste inquérito foi adiado uma vez pela Polícia Federal no início deste mês. Ele estava inicialmente marcado para o dia 7 de fevereiro.

De acordo com a legislação brasileira, "molestar de forma intencional qualquer espécie de cetáceo" é uma infração administrativa contra o meio ambiente. "É vedado a embarcações aproximar-se de qualquer espécie de baleia com motor ligado a menos de 100 metros de distância do animal", frisa uma portaria do Ibama.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Cid presta novo depoimento à PF sobre áudios com críticas a Moraes
Brasil

Cid presta novo depoimento à PF sobre áudios com críticas a Moraes

Há 2 dias

Ida de Bolsonaro à Embaixada da Hungria não configurou busca por asilo político, avalia PGR
Brasil

Ida de Bolsonaro à Embaixada da Hungria não configurou busca por asilo político, avalia PGR

Há 3 dias

Defesa do X, rede de Musk, afirma ao STF que não pode garantir cumprimento de decisões judiciais
Brasil

Defesa do X, rede de Musk, afirma ao STF que não pode garantir cumprimento de decisões judiciais

Há 3 dias

Em decisão histórica, Tribunal condena Suíça por responsabilidade climática
ESG

Em decisão histórica, Tribunal condena Suíça por responsabilidade climática

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais