Brasil

Bolsonaro dá aval a monotrilho no Aeroporto de Guarulhos nesta quarta

Presidente assina aditivo ao contrato da GRU Airport, concessionária do maior aeroporto do país, para autorizar obras de PeopleMover de 2,6 km de extensão, ligando os três terminais à estação Aeroporto da CPTM

Terminal do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo: contrato para obras de conexão com o transporte metroferroviário deve ser firmado nesta quarta-feira, 8, e os trabalhos de construção devem começar até o fim do ano (Leandro Fonseca/Exame)

Terminal do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo: contrato para obras de conexão com o transporte metroferroviário deve ser firmado nesta quarta-feira, 8, e os trabalhos de construção devem começar até o fim do ano (Leandro Fonseca/Exame)

DR

Da Redação

Publicado em 8 de setembro de 2021 às 06h00.

Última atualização em 8 de setembro de 2021 às 06h07.

Após a participação em manifestações de apoiadores com pautas de cunho antidemocrático no feriado de 7 de Setembro, em Brasília e em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deve assinar nesta quarta-feira, 8, um termo aditivo ao contrato da concessionária GRU Airport, administradora do aeroporto internacional de Guarulhos, o maior do país.

A finalidade do aditivo é autorizar a GRU Airport a começar as obras de um monotrilho apelidado de PeopleMover com 2,6 quilômetros de extensão para fazer a conexão entre os três terminais de passageiros do aeroporto e a estação Aeroporto da linha 13-Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, a CPTM, gestora de trilhos de superfície do governo paulista.

Atualmente, os passageiros da CPTM em direção ao aeroporto precisam fazer o trajeto em ônibus cedidos pela GRU Airport, o que costuma trazer desconforto — em particular aos viajantes com muitas malas.

As obras orçadas em quase 300 milhões de reais devem começar em novembro, de acordo com projeção recente do secretário de Transportes Metropolitanos do governo paulista, Alexandre Baldy.

Em outra frente, a promessa é de o People Mover beneficiar também o meio ambiente, com a redução no número de veículos circulando nas imediações do aeroporto e, consequentemente, a emissão de carbonos e congestionamentos nos acessos ao aeroporto.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importante em tempo real.

Acompanhe tudo sobre:Aeroporto de GuarulhosExame HojeGoverno Bolsonaro

Mais de Brasil

Quem é Mello Araújo, anunciado como vice de Nunes em São Paulo

Lula anuncia R$ 194 milhões para construção de 1,3 mil casas no Piauí

Justiça Federal homologa acordo para preservação da Cinemateca

Nunes e Tarcísio confirmam ex-chefe da Rota indicado por Bolsonaro como vice

Mais na Exame