Brasil

Augusto Nardes, do TCU, cobrará bloqueio de bens de Graça

O ministro Augusto Nardes seguirá o entendimento do antigo relator do caso na corte de contas, José Jorge


	Graça Foster: maioria dos ministros já se manifestou contra a punição a Graça
 (Pedro França/Agência Senado)

Graça Foster: maioria dos ministros já se manifestou contra a punição a Graça (Pedro França/Agência Senado)

DR

Da Redação

Publicado em 11 de fevereiro de 2015 às 15h01.

Brasília - O ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), defenderá em sessão nesta quarta-feira, 11, o bloqueio dos bens da ex-presidente da Petrobras Graça Foster.

Último a se manifestar no julgamento de processo que apura prejuízo na compra da Refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), ele seguirá o entendimento do antigo relator do caso na corte de contas, José Jorge (que se aposentou em novembro), por aplicar a restrição patrimonial à executiva.

O voto de Nardes não é suficiente, no entanto, para mudar o placar no tribunal.

A maioria dos ministros já se manifestou contra a punição a Graça.

Na sessão, Nardes cobrará da presidente Dilma Rousseff uma definição sobre o decreto que autoriza a Petrobras a fazer a maioria de suas compras sem licitação, somente mediante convite a empresas pré-selecionadas.

Para ele, isso favorece os esquemas de cartel e corrupção.

Acompanhe tudo sobre:Capitalização da PetrobrasEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasEmpresas estataisEstatais brasileirasExecutivos brasileirosGás e combustíveisGraça FosterIndústria do petróleoMulheres executivasPetrobrasPetróleoTCU

Mais de Brasil

Maria do Rosário tem 30,2% e Sebastião Melo com 24,8% em Porto Alegre, aponta AtlasIntel

IPVA e Licenciamento: veja as diferenças e entenda para que serve

Operação Lesa Pátria cumpre 27 mandados judiciais contra envolvidos no 8 de janeiro

Caso Marielle: Ronnie Lessa é transferido de penitenciária federal no MS para Tremembé, em SP

Mais na Exame