Brasil

Ato pró-Lula tem confronto com a PM e 4 feridos em João Pessoa

Grupo ligado à Central Única dos Trabalhadores (CUT) teria tentado invadir o prédio da Justiça Federal, causando a reação da Polícia Militar

Lula: também houve manifestações a favor do ex-presidente em Campina Grande, Sapé, Jumé e Cajazeiras, no interior da Paraíba (Paulo Whitaker/Reuters)

Lula: também houve manifestações a favor do ex-presidente em Campina Grande, Sapé, Jumé e Cajazeiras, no interior da Paraíba (Paulo Whitaker/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 24 de janeiro de 2018 às 14h35.

Sorocaba - Terminou em confronto com a Polícia Militar um ato em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quarta-feira, 24, em João Pessoa, capital da Paraíba.

Um grupo ligado à Central Única dos Trabalhadores (CUT) teria tentado invadir o prédio da Justiça Federal, causando a reação da Polícia Militar, que disparou balas de borracha e bombas de efeito moral contra os manifestantes. Um policial e ao menos três manifestantes ficaram feridos.

Um dos atingidos, o deputado estadual Frei Anastácio (PT), tomou uma bala na testa e caiu. Os manifestantes atiraram pedras contra os policiais militares e agentes da Polícia Federal que protegiam o prédio. Um policial, atingido por uma pedrada, chegou a desmaiar.

Um manifestante ferido foi levado para o Hospital de Emergência e Trauma da capital. O grupo havia marchado da Praça João Pessoa até o prédio da Justiça e, segundo a PM, os manifestantestentaram forçar o portão.

Também houve manifestações a favor de Lula em Campina Grande, Sapé, Jumé e Cajazeiras, no interior do Estado.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Movimento dos Sem-Terra (MST) interditou trechos das rodovias BR-101, BR-230 e BR-361, mas as estradas já estavam liberadas no início da tarde.

Acompanhe tudo sobre:João PessoaJustiçaLuiz Inácio Lula da SilvaProtestos no Brasil

Mais de Brasil

Com aeroporto de Porto Alegre fechado, base aérea de Canoas vai receber voos comerciais; entenda

Como será o inverno de 2024 no Brasil? Estação deve ter dias de calor e até 3ºC acima da média

Vai ter greve do Metrô amanhã? Sindicato se reúne nesta terça para decidir sobre paralisação

Sobe para 161 número de mortos devido às fortes chuvas no RS; veja serviços parados

Mais na Exame