Acompanhe:

Aldo cobra punição para atos racistas em SP e RS

Desta vez, as vítimas foram o volante Arouca, do Santos, e o árbitro Márcio Chagas da Silva

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Aldo Rebelo: "A agressão racista não atinge apenas aquele a quem é dirigida. Fere toda a população brasileira e a sua identidade de povo miscigenado"
 (José Cruz/ABr)

Aldo Rebelo: "A agressão racista não atinge apenas aquele a quem é dirigida. Fere toda a população brasileira e a sua identidade de povo miscigenado" (José Cruz/ABr)

D
Da Redação

Publicado em 7 de março de 2014 às, 16h05.

Brasília - O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, veio a público nesta sexta-feira para criticar novamente manifestações racistas no futebol e pedir punição às autoridades de São Paulo e do Rio Grande do Sul, onde foram constatados os novos casos de discriminação na quarta e na quinta-feira desta semana.

"A agressão racista não atinge apenas aquele a quem é dirigida. Fere toda a população brasileira e a sua identidade de povo miscigenado", afirmou o ministro, em nota oficial, ao repetir as críticas que fez quando o volante Tinga, do Cruzeiro, recebeu ofensas raciais em partida da Copa Libertadores, no Peru.

Desta vez, as vítimas foram o também volante Arouca, do Santoa, e o árbitro Márcio Chagas da Silva. O primeiro foi xingado de "macaco" por alguns torcedores do Mogi Mirim ao fim da goleada do Santos por 5 a 2, fora de casa, na noite passada, em rodada do Paulistão.

O juiz gaúcho recebeu as mesmas ofensas enquanto apitava o jogo entre Esportivo e Veranópolis, em Bento Gonçalves. Depois, teve o carro depredado por torcedores, que deixaram bananas em cima do veículo e dentro do escapamento.

Nesta sexta, Aldo Rebelo disse que entrou em contato com o secretário de Segurança do Rio Grande do Sul, Airton Michels, para cobrar punições aos torcedores envolvidos no caso de racismo. "O secretário me informou que a Polícia Civil gaúcha já adotou providências para identificar os agressores do árbitro", informou o ministro.

Em seguida, ele pediu punição aos torcedores do Mogi Mirim em conversa com o promotor paulista Paulo Castilho, ex-diretor de Defesa dos Direitos do Torcedor do Ministério do Esporte. "A Justiça deve punir exemplarmente esse comportamento inaceitável. Não são torcedores, são criminosos", criticou o ministro.

Últimas Notícias

Ver mais
Quais países mais gastaram em jogadores brasileiros nos últimos anos? Pesquisa da CIES revela
Esporte

Quais países mais gastaram em jogadores brasileiros nos últimos anos? Pesquisa da CIES revela

Há 10 horas

Messi chega aos 500 milhões de seguidores no Instagram, porém ainda não supera CR7; veja top 10
Esporte

Messi chega aos 500 milhões de seguidores no Instagram, porém ainda não supera CR7; veja top 10

Há 16 horas

Nottingham x Manchester United: onde assistir, horário e escalações do jogo da Copa da Inglaterra
Esporte

Nottingham x Manchester United: onde assistir, horário e escalações do jogo da Copa da Inglaterra

Há um dia

Palmeiras x Portuguesa: onde assistir, horário e escalações do jogo pelo Campeonato Paulista
Esporte

Palmeiras x Portuguesa: onde assistir, horário e escalações do jogo pelo Campeonato Paulista

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais