Brasil

Abastecer com gasolina é mais vantajoso em 14 Estados

Preço do álcool deve ser no máximo 70% do preço da gasolina para o etanol ser competitivo

O etanol é vantajoso nos estados da Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins  (Leo Drumond/Arquivo)

O etanol é vantajoso nos estados da Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins (Leo Drumond/Arquivo)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h47.

Ribeirão Preto, São Paulo - Os preços do etanol seguem menos competitivos que os da gasolina na maioria dos Estados brasileiros, de acordo com dados da dados coletados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na semana encerrada sábado, dia 4, e compilados pelo AE Taxas, da Agência Estado. O álcool é competitivo nos postos de combustíveis de 10 Estados brasileiros e em 14 o uso da gasolina é mais vantajoso.

No Distrito Federal, em Minas Gerais e em Pernambuco é economicamente indiferente o uso de um ou outro. A vantagem do etanol é calculada considerando que o poder calorífico do motor a álcool é de 70% do poder nos motores à gasolina, ou seja, o motorista tem vantagem econômica com o preço do combustível de cana até esse porcentual do valor cobrado nos postos pelo derivado de petróleo.

O etanol está competitivo nos estados da Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins. Goiás apresenta a maior competitividade do Brasil, de acordo com os preços levantados pela ANP, com o preço médio do etanol em 57,02% do cobrado pela gasolina. No Estado de São Paulo, que concentra quase 60% do consumo de etanol, a proporção está em 57,28%.

Segundo o levantamento, além de Goiás e São Paulo, o preço médio do etanol em Mato Grosso está em 58,33% do da gasolina, no Paraná em 60,66% e em Mato Grosso do Sul de 62,94%. A gasolina está mais vantajosa principalmente em Roraima (preço do etanol é 82,55% do valor da gasolina) e no Acre (81,27%). No cálculo, são utilizados valores médios coletados em postos em todos os estados e no Distrito Federal.

Leia também sobre carros

Siga as últimas notícias de Economia no Twitter

 

Acompanhe tudo sobre:AutoindústriaBiocombustíveisCarrosCombustíveisCommoditiesEnergiaEtanolTarifasTaxasVeículos

Mais de Brasil

PL do Aborto gera manifestações em ao menos oito cidades

Rio quer atrair investimentos da Arábia Saudita e criar hub para Data Centers - inclusive submarinos

Microexplosão atinge município gaúcho de São Luiz Gonzaga

Combate ao fogo no Parque de Itatiaia continua, sem previsão de fim

Mais na Exame