Brasil

55 municípios do AM foram reconhecidos em estado de emergência pelos incêndios, diz ministro

Lula deve editar uma medida provisória na próxima semana com determinação de envio de recursos federais para ajuda humanitária e reconstrução da região

Waldes Góez:  ministro evitou estimar quanto de recurso será reservado para os locais atingidos pelas queimadas (Antonio Cruz/Agência Brasil)

Waldes Góez: ministro evitou estimar quanto de recurso será reservado para os locais atingidos pelas queimadas (Antonio Cruz/Agência Brasil)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 13 de outubro de 2023 às 14h07.

Última atualização em 13 de outubro de 2023 às 14h11.

O ministro do Desenvolvimento Regional do Brasil, Waldez Góes, informou nesta sexta-feira, 13, que foram reconhecidos 55 municípios do Estado do Amazonas em situação de emergência pela ocorrência de incêndios.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, deve editar uma medida provisória na próxima semana com determinação de envio de recursos federais para ajuda humanitária e reconstrução da região.

Recursos

O ministro evitou estimar quanto de recurso será reservado para os locais atingidos pelas queimadas. Segundo ele, os valores serão definidos com base nos planos de trabalho enviados pelos municípios.

Até o momento, já foram recebidos 23 planos e a expectativa é de que todos sejam concluídos até a próxima segunda-feira. "Já devemos ter números na segunda para a MP com base nos planos de trabalho enviados pelas prefeituras", disse durante coletiva à imprensa.

Góes explicou que a maioria dos ministérios já conta com uma quantia garantida no orçamento anual para combate aos desastres.

A Defesa Civil, por outro lado, sempre requer uma medida extraordinária para dar resposta à necessidade de ajuda humanitária, restabelecimento e reconstrução, disse ele.

Acompanhe tudo sobre:IncêndiosAmazonas

Mais de Brasil

Câmara aprova a Lei Taylor Swift, que criminaliza cambismo digital

CCJ do Senado aprova projeto que prorroga por 10 anos as cotas para negros em concurso

Pacheco adia sessão sobre vetos, governo evita derrotas, e Lira demonstra insatisfação

Rio registra queda de 25% das mortes violentas no primeiro trimestre

Mais na Exame