Site de hospedagem de arquivos bane 95 mil contas por conteúdo pirata

Antigo MegaUpload tem mais de 87 bilhões de arquivos na nuvem e 200 milhões de usuários

O site de hospedagem de arquivos Mega, antigo MegaUpload, afirmou ter excluído cerca de 95 mil contas que publicaram conteúdo pirata em seu site. A informação é do seu último relatório de transparência, divulgado todo final de ano.

O Mega atualmente armazena mais de 87 bilhões de arquivos na nuvem, um aumento de 32% em comparação ao ano anterior. No final de 2013, um ano após o fim do MegaUpload, o site hospedava 600.000 arquivos — número que aumentou para 3,6 bilhões em apenas um ano.

“Os usuários enviam aproximadamente 65 milhões de arquivos por dia e 750 arquivos por segundo, em média”, disse a empresa em comunicado publicado esta semana. Esses arquivos foram publicados por mais de 200 milhões de usuários, localizados em 200 países.

O sucesso do concorrente do Dropbox se dá por seu suporte para arquivos maiores e opções de privacidade. Usuários podem armazenar e distribuir conteúdo, desde que seus links contenham uma chave de criptografia.

Assim, filmes, seriados, músicas e livros conseguem ser facilmente compartilhados. A alta quantidade de conteúdo torna frequente as solicitações de remoção de arquivos por conta de direitos autorais, que chegaram a quase 1,2 milhão entre setembro de 2019 e 2020.

Nem todas as solicitações são levadas adiante. Muitas vezes, o usuário consegue provar que seu conteúdo não é ilegal. Porém, quando ela é aceita, uma notificação é enviada caso o usuário receba 3 notificações em um período de 6 meses, ele é banido do site. No terceiro trimestre de 2020, foram registradas por volta de 0,4% de suspensões em comparação com o número de usuários registrados.

"Os dados revelam que as suspensões diminuíram para uma porcentagem muito pequena do número de usuários registrados”, afirma o Mega. A empresa não considera nos números, porém, as 565 mil contas banidas por compartilhamento de exploração infantil e outros conteúdos questionáveis. Estes usuários tiveram seu IP e e-mail enviados para as autoridades pelo Mega.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.