Musk acredita que somos personagens de um jogo de videogame

Para o CEO da Tesla e da SpaceX, os seres humanos provavelmente vivem em uma simulação controlada por uma civilização avançada

São Paulo – O excêntrico Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX, soltou mais uma de suas ideias que deixam qualquer cético com uma pulga atrás da orelha. Conhecido por suas profecias dramáticas, Musk disse durante a Conferência Code, na Califórnia, nesta quarta-feira, que existe uma grande chance de os seres humanos serem personagens de um jogo controlado por uma civilização super avançada.

O CEO passa tanto tempo tentando salvar o mundo, que é quase irônico que ele acredite na teoria de que a realidade não passa de uma simulação. Segundo ele, a possibilidade de que a humanidade é algo real, e não programado, é insignificantemente pequena. Há uma em um bilhão de chances de que isto [o mundo] está baseado em uma realidade.

A base para o argumento de Musk é o rápido avanço tecnológico das últimas décadas. Quarenta anos atrás, nós tivemos o Pong. Eram dois retângulos e um ponto. Isso era o que considerávamos jogos. Agora, 40 anos depois, nós temos simulações em 3D com milhões de pessoas jogando simultaneamente. Logo nós teremos a realidade virtual, a realidade aumentada, explica o CEO.

Ele continua a fala explicando que, devido a esta evolução, os jogos irão se tornar indistinguíveis da realidade.

Pode até parecer que o pensamento de Musk é original. Porém, ele não é o primeiro a discorrer sobre esta teoria. A hipótese da simulação foi motivo de reflexão para o filósofo Nick Bostrom, que publicou, em 2003, seu artigo Você está vivendo em uma simulação de computador?.

O artigo argumenta que, pelo menos, uma das seguintes proposições é verdadeira: é muito provável que a espécie humana seja extinguida antes de atingir uma fase pós-humana. A segunda é que é muito improvável que qualquer civilização pós-humana consiga executar um número significativo de simulações de sua história evolutiva. A última – defendida por Musk – é que a humanidade está vivendo em uma simulação de computador.

De acordo com o CEO da SpaceX, ele já passou tanto tempo pensando e conversando sobre o assunto com seu irmão que falava sobre isso até em jacuzzis. Eu participei de tantas discussões sobre simulação que é uma loucura. Na verdade, chegou ao ponto de que, basicamente, todas as conversas eram sobre simulação ou inteligência artificial.

A ideia pode assustar algumas pessoas, porém para Musk viver em uma simulação pode ser algo bom. Se a civilização parar de avançar, isso pode acontecer devido a algum evento calamitoso que irá destrui-la. Então, talvez, devemos ter esperança de que isto é uma simulação.”

Ainda durante sua fala, Musk previu que se a humanidade parar de evoluir, as pessoas se tornarão animais de estimação das inteligências artificiais. Para ele, a melhor defesa contra isto é instalar chips ou outros tipos de tecnologia — que ele chama de “Laços Neurais” — nos cérebros humanos para que as pessoas possam controlar a tecnologia com a mente.

Veja o vídeo da conferência (em inglês) abaixo:

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.