Tecnologia

Morte de Dennis Ritchie, criador do Linux, completa 3 anos

Cientista da computação Dennis Ritchie ajudou a desenvolver tecnologias que deram origem a sistemas operacionais atuais como Android e iOS

Ken Thompson (sentado) e Dennis Ritchie trabalham juntos no desenvolvimento do Unix, nos anos 1970 (Peter Hamer/Wikipedia)

Ken Thompson (sentado) e Dennis Ritchie trabalham juntos no desenvolvimento do Unix, nos anos 1970 (Peter Hamer/Wikipedia)

DR

Da Redação

Publicado em 12 de outubro de 2014 às 15h07.

São Paulo - Há três anos, no dia 12 de outubro de 2011, o mundo da tecnologia perdia um de seus maiores nomes. Aos 70 anos, quem partia era o cientista da computação norte-americano Dennis Ritchie, conhecido também como dmr, o criador da linguagem de programação C e um dos principais nomes por trás do sistema operacional Unix.

Descrito por seu colega e também programador Rob Pike como um homem quieto e reservado, Ritchie foi um dos nomes mais influentes da história da tecnologia. Sean Gallagher, do site Ars Technica, chegou a descrevê-lo como um “gigante”, sobre o qual estamos apoiados até hoje – o que não é nem de longe um exagero.

O SO que criou junto com Ken Thompson e outros desenvolvedores do Bell Labs na década de 70 serviu como base e influenciou vários outros sistemas operacionais atuais, descritos como “Unix-like”.

O Linux, criação de Linus Torvalds, é só um dos exemplos – a lista enorme traz ainda as várias distribuições do sistema de código aberto, o OS X dos Macs, o iOS dos iPhones, o Android do Google e tantos outros, usados em um sem-número de dispositivos diferentes, incluindo os mais poderosos supercomputadores do mundo.

A linguagem de programação imperativa idealizada por Ritchie não fica muito atrás em termos de importância, e é talvez até mais marcante do que o Unix. Desenvolvido entre 1969 e 1973 junto com o próprio SO, o C é uma das linguagens mais utilizadas na história, com compiladores compatíveis com vários sistemas diferentes. Seus padrões são explicados no clássico "The C Programming Language", um dos mais famosos e influentes livros de programação. Foi dele, por exemplo, que surgiu a tradição do programa "Hello, World", usado hoje para exemplificar várias outras linguagens.

O C foi influenciado por “anciões” como o ALGO 68 e o B, mas tem uma lista de influências extensa. Os nomes vão do popularíssimo Java (usado hoje em aplicações do Android) e do C++ (do Windows) até o C#, o JavaScript, o PHP, o Python, o Objetive-C e o Swift (ambos dos sistemas da Apple), entre outros. Não fosse por Ritchie, portanto, dificilmente o mundo da tecnologia seria como é hoje.

Acompanhe tudo sobre:AndroidGoogleiOSProgramadores

Mais de Tecnologia

Elon Musk confirma terceiro filho com funcionária da Neuralink Shivon Zilis

Na era do vício digital, a abstinência e a liberdade de 24 horas sem WhatsApp

Agora todos poderão ver o que você comenta em um story do Instagram; saiba como

Boeing Starliner tem retorno à Terra adiado pela segunda vez

Mais na Exame