Tecnologia
Acompanhe:

Microsoft vai oferecer VPN grátis dentro do navegador Edge

O serviço de VPN é um protocolo de segurança que criptografa a conexão com a internet, e garante ao usuário mais segurança e privacidade ao navegar em redes abertas

 (GettyImages/Getty Images)

(GettyImages/Getty Images)

A
André Lopes

4 de maio de 2022, 13h52

O navegador Edge da Microsoft, comumente usado para baixar o Chrome, deve se tornar mais interessante com as atualizações que chegam em breve. Entre as novidades, o browser ganhará um recurso de VPN integrado gratuito.

Conforme detalhado pelo site XDA Developers, a função será nomeada de "Rede Segura", em tradução livre para o português, e fará a encriptação de dados do usuário e limitará o rastreio da navegação usando de tecnologias da Cloudflare — popular fornecedora de serviços de segurança online.

Exigindo uma conta Microsoft, quem se interessar pelo recurso terá até 1 GB de dados gratuitos mensalmente, com limites maiores sendo disponibilizados em planos pagos — assim como nos demais serviços de VPN.

O que é VPN?

A sigla em inglês quer dizer “rede privada virtual”. Trata-se de um protocolo de segurança que faz a criptografia de uma conexão de internet e impossibilita que terceiros rastreiem a navegação.

No navegador Edge, quando o recurso estiver ativado, páginas maliciosas não terão acesso às páginas visitadas e nem da origem da requisição de acesso – que estarão seguros com a VPN. Essa tecnologia, portanto, dificulta o rastreamento de dados dos usuários por sites mal intencionados, diminuindo o risco de golpes e vazamentos. 

VPNs são essenciais em países com alto controle de internet e de conteúdo disponível na rede. No Brasil, o recurso ganhou notoriedade quando se levantou a possibilidade de bloqueio do aplicativo Telegram.

Usando uma VPN, é possível confundir as operadoras, e assim o acesso ficaria livre, ainda que, segundo a recomendação da época, o uso de VPN pudesse render multa.