Acompanhe:

Na internet, camisas do goleiro Bruno valem até R$ 500

Em sites como o MercadoLivre é possível encontrar diversos modelos de uniformes usados e autografados pelo jogador

Modo escuro

Continua após a publicidade
Moletom usado pelo goleiro em 2008 na final contra o Botafogo é vendido na internet (.)

Moletom usado pelo goleiro em 2008 na final contra o Botafogo é vendido na internet (.)

C
Célio Yano

Publicado em 15 de julho de 2010 às, 09h11.

São Paulo - Camisas do time do Flamengo com o nome do goleiro Bruno, preso em Minas Gerais, são vendidas por até R$ 500 em sites de comércio eletrônico como o MercadoLivre. O atleta é suspeito de envolvimento no sequestro e assassinato da ex-amante Eliza Samudio.

Com a investigação em andamento, o goleiro foi afastado do time e teve suspenso seu contrato de patrocínio individual com a Olympikus. Assim, as camisas com o nome do jogador deixaram de ser confeccionadas e o clube orientou que lojistas retirassem os exemplares das prateleiras.

Nesta quarta-feira (14), um moletom que teria sido usado pelo jogador em uma partida contra o Botafogo em 2008 era o mais caro encontrado no MercadoLivre, ao custo de R$ 500. O valor é semelhante ao de camisas de outros clubes datadas dos anos 1970 e 1980, negociados no mesmo site.

Em outra negociação, uma camisa de Bruno do mesmo modelo, porém autografada, alcançava o valor de R$ 470 na modalidade de leilão. "Consegui após a partida, ainda veio suada", descreve o vendedor na página do anúncio. É possível encontrar por preços entre R$ 299 e R$ 400 outros modelos, tanto da Nike quanto da Olympikus, usadas durante jogos - inclusive uma sem marcas de patrocinador por causa do término de um contrato e que teria tido as mangas longas cortadas antes de uma partida por falta de uniforme de mangas curtas.

No espaço disponível para perguntas de interessados na compra, diversos usuários fazem referências ao caso pelo qual o goleiro é investigado. "Pode ser uma prova. Manda pra polícia pegar DNA, ele se recusou. Dá pra pegar por ae se tiver suada", escreveu um internauta. "Manda para ele usar nos jogos em Bangu 1", disse outro. Algumas pessoas desprezam os produtos pelo fato de estarem relacionados a um jogador suspeito de envolvimento em crime. "Pago 1,99, quero tronco", postou um usuário. "Se depois de comprar aqui no outro dia a policia pedir pra ajudar nas investigações, você devolve o dinheiro?", pergunta um interessado.

O goleiro é suspeito de ser o mandante do assassinato de Eliza e de ter presenciado a morte da ex-amante, que brigava na Justiça para que ele reconhecesse a paternidade de seu filho de quatro meses.

Últimas Notícias

Ver mais
Reddit dá início a IPO e usuários mais ativos poderão comprar ações
Tecnologia

Reddit dá início a IPO e usuários mais ativos poderão comprar ações

Há 20 horas

Pane 'misterioso' nos EUA deixa milhões sem internet — e FBI investiga
Tecnologia

Pane 'misterioso' nos EUA deixa milhões sem internet — e FBI investiga

Há 20 horas

Google terá novo centro de engenharia em São Paulo
Tecnologia

Google terá novo centro de engenharia em São Paulo

Há um dia

Google vai começar a produzir smartphone Pixel na Índia no próximo trimestre
Tecnologia

Google vai começar a produzir smartphone Pixel na Índia no próximo trimestre

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais