Tecnologia

Google decreta a morte do Orkut e marca a data

O Google anunciou hoje que a rede social Orkut já tem data para morrer. Ela sairá do ar no dia 30 de setembro de 2014


	Orkut: Google anunciou que irá tirar a rede social do ar
 (Coletivo Mambembe / Flickr)

Orkut: Google anunciou que irá tirar a rede social do ar (Coletivo Mambembe / Flickr)

Victor Caputo

Victor Caputo

Publicado em 30 de junho de 2014 às 16h52.

São Paulo – O Google anunciou hoje que irá aposentar a rede social Orkut. Em um texto no blog do Orkut, Paulo Golgher, diretor de engenharia do Google, anunciou o adeus à rede.

“Dez anos atrás, o Google mergulhou pela primeira vez nas redes sociais por meio do Orkut, que nasceu como projeto experimental de um engenheiro que deu nome à rede”, escreveu Golgher.

O Orkut foi uma das redes sociais com maior sucesso do Google. Depois dele, a empresa teve dificuldades em criar uma rede de sucesso. Entre elas passaram o Google Buzz, que já foi descontinuado, e o Google+, que sofreu mudanças radicais recentemente.

O texto afirma que a empresa opta por descontinuar o Orkut e focar em outras comunidades sociais, como o YouTube, o Blogger e a já citada Google+. A data de morte que constará no túmulo será 30 de setembro de 2014, o último dia com o Orkut no ar.

A partir de hoje será impossível criar um novo perfil na rede social. Aqueles que já têm um perfil e querem extrair todas as suas informações podem usar a ferramenta Google Takeout, que já está no ar e funcionará até setembro de 2016.

Um dos pontos altos da rede eram suas comunidades bem humoradas. Golgher ainda anuncia em seu texto que, a partir de 30 de setembro, um arquivo com as comunidades estará no ar.

“Foram 10 anos inesquecíveis. Pedimos desculpas para aqueles que ainda utilizam o Orkut regularmente”, finaliza Golgher.

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetempresas-de-tecnologiaEngenhariaEngenheirosGoogleInternetOrkutRedes sociaisTecnologia da informaçãoYouTube

Mais de Tecnologia

Serviços sofrem com assinante "nômade" de streaming

No balanço do Spotify, o ritmo é de crescimento de usuários e assinantes premium

Amazon encerra primeira operação drones de entregas, mas promete o serviço para novos locais nos EUA

Norte-coreanos estão secretamente trabalhando em desenhos lançados em streamings

Mais na Exame