Apple vai pagar US$ 500 mi em indenizações por deixar iPhones mais lentos

A empresa teria limitado o desempenho de iPhones para induzir a substituição da bateria dos aparelhos

São Paulo – A Apple vai pagar 500 milhões de dólares (2,2 bilhões de reais) em um acordo com consumidores norte-americanos que acusam a empresa de ter reduzido propositalmente e sem aviso o desempenho de iPhones antigos, com o objetivo de induzir os donos dos aparelhos realizar um procedimento de troca de bateria para solução o problema. Segundo a agência Reuters, o caso foi revelado na noite da última sexta-feira (28) e precisa da aprovação do Distrito Jurídico Edward Davila, em San Jose, na Califórnia.

O acordo prevê o pagamento de 25 dólares por iPhone. O valor pode ser ajustado, mas o pagamento mínimo é de 310 milhões de dólares, ou seja, 12,4 milhões de aparelhos, ao menos, estão envolvidos na ação.

Os modelos afetados pela limitação alegada pelos consumidores são iPhone 6, 6 Plus, 6s, 6s Plus, 7, 7 Plus e SE.

A empresa negou a limitação de desempenho dos aparelhos, apesar de ter feito o acordo para solucionar a acusação de consumidores norte-americanos.

A Apple não se pronunciou sobre o caso.

Após o caso da limitação de desempenho de iPhones vir à tona, a Apple reduziu o preço da substituição de baterias de iPhones nos Estados Unidos, passando de 79 dólares para 29 dólares. No Brasil, a queda de preço foi de 300 reais, passando de 450 reais para 150 reais.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.