5G e celular com foco em bateria são apostas da Motorola para o fim do ano

A fabricante traz ao Brasil o Moto G 5G, o Moto G9 Power e o Moto E7, smartphones que compõem o mix de produtos para o Natal

Poucos dias antes do Natal, a Motorola traz ao Brasil três novos smartphones. A principal novidade é o Moto G9 Power, um celular que promete longa duração de bateria. Assim como o Galaxy M31, da Samsung, o novo dispositivo tem bateria com capacidade de 6.000 mAh, maior capacidade do mercado de smartphones brasileiro na atualidade.

O aparelho tem tela de 6,8 polegadas com resolução HD+, botão dedicado ao Google Assistente e Por dentro, o Moto G9 Power tem processador octa-core Snapdragon 662, 128 GB de memória (105 GB efetivamente livres) e 4 GB de RAM.

O Moto G9 Power tem câmera principal de 64 megapixels, sensor de profundidade para retratos e câmera macro para fotografar objetos a 3 cm de distância. O produto tem uma tecnologia chamada quad pixel, que combina quatro pixels em um para melhorar a qualidade de fotos em ambientes com pouca iluminação. Para cenas escuras, o aparelho tem um recurso de inteligência artificial chamado de Night Vision, que clareia a imagem capturada. 

A duração de bateria do smartphone é de 20 horas de uso intenso com uma única carga, segundo teste do aplicativo de benchmark PC Mark, realizado pela EXAME. Em aplicativos de testes de performance, o aparelho marcou 1.312 pontos (multi-core) no Geekbench 5 e 6.104 no PC Mark. Em comparação, o concorrente Nokia 5.3 marcou 1.267 no Geekbench 5 e 6.743 no PC Mark.

O Moto G9 Power será vendido com preço sugerido de 1.899 reais a partir de hoje.

Moto G 5G

A Motorola traz ao Brasil seu terceiro smartphone compatível com a internet 5G. O aparelho é chamado Moto G 5G, nome parecido com o já lançado Moto G 5G Plus. 

O novo produto tem tela de 6,7 polegadas com resolução 128 GB de memória, 6 GB de RAM e processador Snapdragon 750 5G. 

A câmera traseira é quádrupla e fotografa com 64 megapixels (wide), faz desfoque do fundo de retratos, captura imagens a 3 cm de distância (macro) e registra imagens amplas como as de uma câmera de ação GoPro (ultra-wide). 

O dispositivo será vendido com preço sugerido de 2.799 reais a partir de hoje.

Moto E7 

O Moto E7 é o novo integrante da linha mais básica da Motorola atualmente. O aparelho tem tela de 6,5 polegadas com resolução HD+, bateria de 4.000 mAh e será vendido em duas versões com configurações de memórias diferentes: uma delas terá 2 GB de RAM e 32 GB de memória interna, enquanto a outra terá 4 GB de RAM e 64 GB de memória interna.

A câmera traseira dupla captura imagens com até 48 megapixels e registra imagens próximas com sua lente macro. Não há uma lente dedicada ao desfoque do fundo de um retrato como em outros aparelhos da marca, mas a função pode ser realizada via software pelo aparelho.

Assim como acontece com todos os smartphones da Motorola, o Moto E7 tem garantia de dois anos de atualizações de segurança para o sistema Android que o equipa. Os preços sugeridos para o produto são de 1.199 reais para a edição mais simples e de 1.299 reais para a versão com mais memórias.

Globalmente, a Motorola ainda não figura no topo dos rankings de vendas. No entanto, a empresa detém a segunda posição de vendas no mercado brasileiro, atrás apenas da sul-coreana Samsung. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.